Portugal
"Determinada imprensa" vê sempre uma equipa "imbatível" mas FC Porto "faz festa"
Redação
2020-12-28 09:30:00
"Dos jogadores que foram o núcleo base da equipa, posso afirmar que não sairá ninguém em janeiro"

Pinto da Costa anda feliz da vida com o momento atual do FC Porto e, apesar de 2020 ser um ano de desafios e provações para o mundo, o presidente portista aproveita para enaltecer a capacidade que a estrutura e o plantel azul e branco tem revelado neste ano atípico.

"Todos nós sabemos que em cada início de época, há determinada imprensa que coloca os nossos rivais sempre como uma equipa imbatível e nos apresenta como acompanhantes da festa dos outros. Felizmente, muitas vezes somos nós que fazemos a festa", disse Pinto da Costa, ao seu jeito, nesta segunda-feira, dia em que completa mais um ano de vida.

O presidente do FC Porto mostra-se grato pela recente vitória dos azuis e brancos sobre o rival Benfica, na final da Supertaça, e destaca que o plantel não deverá sofrer grandes alterações na reabertura de mercado.

"Não temos prevista a vinda de qualquer novo jogador pois o nosso plantel dá-nos todas as garantias", comentou Pinto da Costa, salientando ainda que a base da equipa sairá intacta da janela de transferências.

"Dos jogadores que foram o núcleo base da equipa, posso afirmar que não sairá ninguém em janeiro", assegurou o presidente do FC Porto, em declarações ao jornal O Jogo.

Nesta entrevista, Pinto da Costa aproveitou ainda para destacar que o FC Porto é, nesta altura, a "melhor equipa", pelo menos segundo aquilo "que tem visto", apesar das dificuldades que 2020 tem revelado por conta da pandemia.

Sobre as dificuldades que a covid-19 tem vindo a provocar no desporto, o presidente do FC Porto, que tem sido uma das figuras mais mediáticas a lutar pelo regresso do público aos estádios, volta a insistir na ideia de que é preciso fazer alguma coisa sob pena de os clubes verem a fatura da pandemia aumentar para valores preocupantes.

"O futebol não vai sobreviver, a este nível, com estas medidas", avisou Pinto da Costa, referindo que "ao FC Porto causou um prejuízo de cerca de 29 milhões de euros, mas além disso está a causar um prejuízo que ninguém pensa".

"É que está a afastar os jovens do futebol, como adeptos e praticantes. Para onde vão, os governantes devem saber...", lamentou o presidente dos azuis e brancos.