Grande Futebol
SC Braga derrota Zorya com classe de Paulinho e magia de Gaitán
Redação
2020-10-29 19:45:00
Minhotos continuam na liderança do grupo G da Liga Europa

Uma entrada muito forte valeu hoje ao SC Braga uma ‘suada', mas justa vitória no reduto dos ucranianos do Zorya, por 2-1, reforçando boas perspetivas no Grupo G da Liga Europa.

Logo aos três minutos, Paulinho inaugurou o marcador e, aos 11, Gaitán coroou a sua estreia em jogos oficiais pelos minhotos com um grande golo, que seria decisivo para a vitória final, de nada valendo o tento de honra de Ivanisenia praticamente no último lance da partida (90+6).

Com este triunfo, o primeiro sobre equipas ucranianas e que ‘vinga' a eliminação pelo mesmo Zorya, há duas épocas, na fase preliminar da Liga Europa, o Sporting de Braga soma agora seis pontos no grupo G, os mesmos do Leicester (venceu na Grécia o AEK, por 2-1), que defronta na próxima quinta-feira, em Inglaterra.

No ‘onze' escolhido por Carlos Carvalhal, destaque para a estreia em jogos oficiais do internacional argentino Gaitán, contratação mais sonante dos bracarenses esta temporada, totalmente recuperado da lesão contraída ainda na pré-época.

O técnico não pôde contar com Galeno e Sequeira, ambos lesionados, e apostou no jovem Moura em substituição do extremo brasileiro e dando a titularidade a Raul Silva, recuperando uma defesa com três centrais (3x4x3).

Os bracarenses entraram a todo o gás e, aos três minutos, Esgaio tirou um grande centro da direita e Paulinho, de primeira, colocou os minhotos em vantagem, para o seu 11.º golo europeu pelo clube, igualando os registos de Alan e Ricardo Horta.

Pouco depois, surgiu o momento do jogo: Raul Sila ‘roubou' uma bola a meio-campo, galgou terreno e serviu Gaitán, que, com um espetacular remate de primeira de fora da área, com o pé esquerdo, fez o segundo para o Sporting de Braga.

A perder, o Zorya reagiu e podia ter marcado, mas não conseguiu, umas vezes por boas defesas de Matheus, outras por má pontaria, principalmente por Yurchenko perto do intervalo (45 e 45+2 minutos).

No segundo tempo, a equipa da casa teve mais posse de bola e empurrou o Sporting de Braga para a sua área, mas os lances de relativo perigo que criava eram facilmente anulados pela defesa e guardião ‘arsenalistas'.

Já com várias substituições operadas por Carvalhal, a pensar na receção ao Famalicão, na segunda-feira, da sexta jornada da I Liga, o Braga podia ainda assim ter chegado ao terceiro, com destaque para a chance desperdiçada por Schettine (84 minutos).

Contudo, seriam os ucranianos a marcar, com um remate de muito longe de Ivanisenia a bater Matheus mesmo em cima do apito final.

Estádio Zaporizhia City.

Zorya - SC Braga, 1-2.

Ao intervalo: 0-2.

Marcadores:

0-1, Paulinho, 03 minutos.

0-2, Gaitán, 11.

1-2, Dmytro Ivanisenia, 90+6.

Equipas:

Zorya: Nicola Vasilj, Denys Favorov (Mihailo Perovic, 87), Vitaliy Vernydub, Lovro Cvek, Dmytro Khomchenovskiy, Dmytro Ivanisenia, Yehor Nazaryna, Vladlen Yurchenko (Joel Abu Hanna, 87), Maksym Lunov (Olexandr Gladkiy, 62), Vladyslav Kabayev (Saeyedallahyar Sayyadmaneshshiadeh, 81) e Vladyslav Kochergin.

(Suplentes: Mykyta Shevchenko, Agron Rufati, Joel Abu Hanna, Dmytro Piddubnyi, Serhiy Gryn, Saeyedallahyar Sayyadmaneshshiadeh, Mihailo Perovic, Andrejs Ciganiks e Olexandr Gladkiy).

Treinador: Viktor Skripnik.

SC Braga: Matheus, Bruno Viana, David Carmo, Raul Silva, Esgaio (Tormena, 90+1), Castro (Al Musrati, 79), Fransérgio, Moura, Gaitán (Iuri Medeiros, 66), Ricardo Horta (André Horta, 66) e Paulinho (Schettine, 79).

(Suplentes: Tiago Sá, Rogério Santos, Zé Carlos, Tormena, Rolando, João Novais, Al Musrati, André Horta, Iuri Medeiros, Schettine e Abel Ruiz).

Treinador: Carlos Carvalhal.

Árbitro: Giorgi Kruashvili (Geórgia).

Ação disciplinar: David Carmo (29), Vladyslav Kochergin (35), Kabayev (47), Fransérgio (78), Raul Silva (85).

Assistência: 853 espetadores.