Portugal
Transmissão dos jogos pode levar a ajuntamentos e governo está preocupado
Redação
2020-05-13 11:55:00
"Essa é uma questão complexa e temos refletido sobre isso", confessa João Paulo Rebelo

João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e do Desporto, admite que está a ser avaliada uma medida para evitar aglomerações de adeptos quando a Liga recomeçar.

Numa altura em que a centralização dos direitos televisivos da Liga volta a dar que falar, o governante sublinha que está entre as preocupações do executivo de António Costa evitar ajuntamentos de adeptos em número significativo assim que a competição seja retomada.

"Essa é uma questão complexa e temos refletido sobre isso."

De resto, João Paulo Rebelo explica que a dado momento o governo colocou a hipótese das transmissões da Liga serem 'vendidas' para fora.

"Não estou a partilhar nenhum segredo se disser que a determinada altura equacionámos que, o facto de a nossa Liga retomar com muitas Ligas paradas, suspensas ou encerradas, poderíamos aproveitar a receita", afirmou João Paulo Rebelo.

Na segunda parte de uma entrevista ao Jornal Económico, conhecida nesta quarta-feira, o secretário de Estado da Juventude e Desporto explica que, a dado momento, foi levantada a possibilidade de se passarem jogos de futebol da Liga portuguesa "para o resto do mundo" já que "poderia haver por aí uma compensação e um interesse maior pelo futebol português".

Porém, nesta altura, o governante não crê que essa ideia tenha 'pernas para andar'.

"Não creio que haverá capacidade para encontrar um acordo, um equilíbrio entre o que são os interesses e o retorno financeiro destes operadores."

A Liga, liderada por Pedro Proença, já anunciou, através de comunicado, que o campeonato irá ser retomado no dia 4 de junho.