Visto da Bancada
Tasslim Sualehe (nº 215)
2018-01-24 12:30:00
O CEO da Next Level Sports recordou ao Bancada um jogo da liga universitária norte-americana.

Tasslim Sualehe, CEO da Next Level Sports, já vislumbrou vários jogos nas bancadas de estádios, seja para competições europeias ou nacionais, mas foi um duelo da liga universitária norte-americana que lhe saltou à memória quando questionado sobre o jogo que mais o marcou. “Já vi muitos jogos nas bancadas três finais da Champions, uma final da Liga Europa, várias finais da Taça de Portugal e muitos jogos do campeonato português, inglês, espanhol, francês, maa o jogo que mais me marcou foi da liga NCAA 1 em Filadélfia, entre a Universidade de Akron e a de Stanford”, referiu Tasslim em declarações ao Bancada.

Nesse preciso encontro estavam dois jovens portugueses, João Moutinho e Manuel Cordeiro, ambos colocados nos Estados Unidos pela Next Level. “Nesse jogo, estavam dois portugueses a jogar pela de Akron, num jogo muito bem disputado e muito intenso, estádio semi-cheio, com metade de fãs de cada equipa que viajaram das respetivas cidades de autocarro, carro e avião”, prosseguiu Tasslim.

Aquilo que aconteceu depois do jogo terminar foi o que mais chamou a atenção de Tasslim, principalmente pela diferença de mentalidade relativamente ao futebol que conhecemos na Europa. “O jogo teve uma arbitragem com erros normais e cada uma das claques a apoiarem as suas equipas. Este jogo marcou-me pois no final do jogo, após a derrota da Universidade de Akron, os fãs da equipa ficaram a esperar pelos jogadores e equipa técnica e depois os atletas quando lá chegaram foram apenas receber os ‘mimos’ dos fãs, palavras de conforto e muitos abraços. Conversas normais acerca do jogo durante 15 a 30 minutos, nada normal na nossa Europa, pois nos Estados Unidos vêm o futebol como vêm um concerto. O espetáculo é saudável independentemente do resultado”, rematou Tasslim.

Sê o primeiro a comentar: