Visto da Bancada
Rui Porto Nunes (nº11)
2017-06-11 20:40:00
O ator foi solicitado para autógrafos, no meio da festa dos jogadores do Benfica

15 de maio de 2016. A “equipa do coração” do ator Rui Porto Nunes, o Benfica, vence o Nacional, por 4-1, e sagra-se tricampeã nacional de futebol.

16 de maio de 2016. Um dia depois do (tri)nta e cinco dos encarnados, Rui Porto Nunes passou de adepto, vendo da Bancada, a jogador de futebol, sentindo a emoção dos intervenientes.

Depois da “festa até de manhã, bem rija, com pompa e circunstância”, o ator, pelos efeitos dos festejos, só conseguiu levantar-se, no dia seguinte, para ir ao ginásio. Ginásio que fica no... Estádio da Luz. O ator terminou o seu treino à hora em que os jogadores saíam do parque de estacionamento, já depois de serem recebidos na Câmara Municipal de Lisboa. “Deparo-me com cerca de uma centena de adeptos do Benfica a festejar e a pedir autógrafos”, explicou Rui Porto Nunes, antes de detalhar: “Saíam Pizzi, Gaitán, Jonas, Ederson, Renato, Eliseu... À minha frente, saía o Fejsa”.

A festa do Benfica transformou-se num audível “está ali o Rui Porto Nunes”. O ator foi solicitado para autógrafos em papéis e camisolas do Benfica e para tirar fotografias com os adeptos. "Deixei de ver da Bancada, para sentir-me parte daquilo", assume.

“A cara do Fejsa a olhar para mim tipo ‘quem és tu?’ ”, recorda o ator, que apenas respondeu com um sorriso tímido, no momento em que que o título lhe “pertencia um bocadinho, mas só um bocadinho”.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa