Visto da Bancada
Raul Águas (nº 209)
2018-01-16 12:30:00
Raul Águas recorda um duelo entre Benfica e Anderlecht, da temporada 1982/83.

Benfica-Anderlecht. O velhinho Estádio da Luz. Segunda mão da final da Taça UEFA da época 1982/83. Foi este o jogo que saltou à memória de Raul Águas quando questionado sobre qual o jogo que mais o marcou visto das bancadas.

"Fui com o meu tio, que era como um pai para mim. Chegámos lá cerca de três horas antes e estava um ambiente fantástico. Estádio lotado", recordou Raul Águas em conversa com o Bancada. "Nesse ano estava em Portimão e foi das poucas vezes em que saí de lá, ainda por cima para ver futebol", confidenciou ainda o antigo jogador e treinador.

Ainda assim, o empate a uma bola, aliado ao triunfo da equipa belga na primeira mão, deu a conquista da competição aos visitantes. Para os encarnados marcou Shéu, ao passo que o golo do Anderlecht foi da autoria de Juan Lozano.

Onze do Benfica: Bento, Pietra, António Bastos Lopes, Veloso, Humberto Coelho, Shéu, Stromberg, Diamantino, Carlos Manuel, Chalana e Nené.

Onze do Anderlecht: Munaron, De Greef, Broos, De Groote, Olsen, Peruzovic, Vercauteren, Coeck, Frimann, Lozano e Vandenbergh.

Sê o primeiro a comentar: