Visto da Bancada
Raquel Costa (nº 217)
2018-01-27 12:30:00
A jornalista relembrou uma partida referente ao Campeonato da Europa de 2008 entre Portugal e a República Checa

Quem não se lembra do famoso jogo entre Portugal e República Checa, para o Europeu de 1996? Raquel Costa, jornalista e autora da página de Facebook 'A Gaja', ficou com essa dura derrota marcada durante muitos anos.

"O jogo com a República Checa em 1996, em que fomos afastados do Europeu, ainda hoje é um trauma para mim. Foi a primeira competição internacional que acompanhei enquanto entusiasta do futebol e, como tudo na adolescência, vive-se tudo a 200%. Ainda hoje odeio o Vítor Baía por causa do chapéu do Poborsky", começou por dizer Raquel Costa ao Bancada.

Nesse sentido, estar presente no jogo entre as duas seleções para o Europeu de 2008 era a oportunidade perfeita para consumar essa 'vingança'. Por isso mesmo, esse foi o melhor jogo Visto da Bancada por Raquel Costa.

"Em 2008, estava a trabalhar na 'Lux' e a Galp organizava viagens com convidados para ver os jogos do Europeu de 2008. No República Checa-Portugal, ainda na fase de grupos, fui fazer reportagem. Saíamos de Lisboa às 5 e tal/6 da manhã e voltávamos no mesmo dia. [Estava] um calor horrível em Lisboa e muito frio em Genebra", relembrou.

Portugal, então orientado por Luiz Felipe Scolari, venceu por 3-1 com golos de Deco, Cristiano Ronaldo e Ricardo Quaresma, enquanto o golo checo teve a autoria de Libor Sionko. Outra das memórias que Raquel Costa guarda desse dia é a inesperada companhia que teve no decorrer da partida realizada no Stade de Genève.

"Lembro-me de ter ficado afastada do resto dos convidados e de ter visto o jogo ao lado de um conhecido empresário português. Foi surreal porque ali estava eu, uma jornalista, ao lado de um dos homens mais poderosos de Portugal a falar durante o jogo. Era como se fôssemos amigos há muito tempo porque Portugal estava a ganhar e estávamos na Suíça, onde há muitos emigrantes. Vês isso nas ruas, é como se estivesses em casa", concluiu.

Sê o primeiro a comentar: