Visto da Bancada
Pedro Barroca (nº 252)
2018-03-17 12:40:00
Quando um jogador pára um Benfica-Sporting porque perdeu um brinco

O Visto da Bancada de hoje recorda um dos episódios mais caricatos da história do futebol luso, protagonizado por uma das mais extravagantes figuras que pisaram os relvados portugueses. Pedro Barroca jamais esquecerá o dia em que Vítor Baptista, depois de marcar um golo ao Sporting, impediu que o jogo recomeçasse porque havia perdido um brinco durante os festejos.

“É uma imagem que nunca mais me sairá da cabeça. Os jogadores do Benfica a olharem para o chão à procura de qualquer coisa. Nós na bancada apercebemo-nos que estavam à procura de algo, mas não sabíamos o que era”, lembrou, ao Bancada, o antigo guarda-redes, treinador e filho de José Barroca, campeão europeu pelo Benfica. Vítor Baptista acabava de marcar o golo que valeu a vitória ao Benfica, por 1-0, diante do Sporting, mas para o extravagante avançado, nada era mais importante do que aquela jóia.

Vítor Baptista retardou o início do jogo o mais que pôde e pediu aos seus colegas de equipa que o ajudassem a procurar o pequeno objeto no meio daquele imenso relvado. O brinco nunca mais apareceu, mas este episódio perdura na memória de quem o presenciou e está, nas páginas do futebol português, como um dos momentos mais caricatos.

Vítor Baptista com as mãos na cabeça à procura do brinco, ajudado por Humberto Coelho e Toni
Sê o primeiro a comentar: