Visto da Bancada
Manuel Justo (nº124)
2017-10-12 12:30:00
Manuel Justo, membro da banda Sensible Soccers, recorda ao Bancada um dia muito especial na história do Rio Ave.

Não é todos os dias que se assiste, in loco, a um momento histórico. Seja na vida, seja no futebol. Em particular, no futebol. Como ver o clube da terra, pouco habituado a lidar com o grande sucesso e muito menos com vitórias europeias, alcançar um feito inédito e com um golo já em hora tardia, selar a passagem à fase de grupos de uma competição europeia. O enredo parece cinematográfico mas aconteceu. Aconteceu e não foi assim há tanto tempo. Só precisamos recuar até 2014 e exprimir quatro palavras mágicas: Rio Ave, Elfsborg e Esmael. 

Depois de ter perdido por 2-1 na Suécia, a tarefa do Rio Ave, em Vila do Conde, não era impossível. Díficil, talvez, mas não impossível. Ao conjunto de Pedro Martins bastava um golo para que a equipa vilacondense alcançasse pela primeira vez na sua história uma fase de grupos de uma competição europeia. Chegasse esse golo, como chegasse. No Estádio dos Arcos, porém, poucos imaginariam a forma épica como o mesmo surgiu. Até o vento ajudou. Já para lá do minuto 90, aos 90'+2 para ser mais preciso, Esmael desviou na cara de Ellegaard após um lançamento longo de Cássio ter deixado o português isolado e esquecido no coração da área sueca. No Estádio dos Arcos foi a loucura total. "A loucura foi tanta no golo que um grande amigo meu caiu violentamente com as costelas numas escadas. Foi imediatamente ao hospital e ficou para aí um ano dorido", recorda-nos Manuel Justo.

Manuel Justo. Músico, multi-instrumentista, membro da banda Sensible Soccers. Sim, leu bem. O mesmo nome do icónico videojogo que definiu uma era no que a simuladores desportivos diz respeito. Manuel Justo é adepto do Rio Ave e estava no Estádio dos Arcos quando Esmael fez história. "Vou muitas vezes ao futebol mas o momento mais incrivel que vivi num estádio, foi o golo do Esmael já nos descontos, que assegurou a passagem do Rio Ave à fase de grupos de Liga Europa, pela primeira vez na sua história", confessou ao Bancada Manuel Justo. Como ficou o amigo de Manuel? Não se precisa preocupar. "Está tudo bem, já foi há 3 anos". Ainda bem, Manuel, ainda bem. 

Sê o primeiro a comentar: