Visto da Bancada
Jorge Gonçalves (nº 182)
2017-12-14 12:30:00
Jorge Gonçalves, jogador do Valadares Gaia, recorda uma das páginas mais belas da história do Leixões.

Estamos em dias de Taça de Portugal e foi precisamente um jogo a contar para as meias finais da prova rainha que saltou prontamente à memória de Jorge Gonçalves quando questionado sobre o jogo que mais o marcou, visto das bancadas de um estádio. Esse duelo teve lugar na temporada 2001/02 e foi protagonizado entre Leixões e SC Braga.

Nessa época, Jorge Gonçalves estava ao serviço do Leixões. “Foi uma meia final da Taça de Portugal, entre SC Braga e Leixões, em época na qual eu ainda era junior do Leixões. O triunfo [3-1, com golos de Abílio, Nené e Dentino para o clube de Matosinhos e golo de Barroso para os minhotos] levou o Leixões à final contra o Sporting”, começou por recordar o jogador do Valadares Gaia em conversa com o Bancada.

“Assisti ao jogo nas bancadas, um jogo que me marcou porque acabou por me levar enquanto jogador a estar na final do Jamor. Fui convocado para essa partida. Acabei por não jogar, mas também fiz parte da festa da Taça”, acrescentou Jorge Gonçalves, dando conta do caráter especial que teve a vitória de 3-1 do Leixões sobre o SC Braga.

Um dos fatores que mais surpreendeu Jorge Gonçalves nesse duelo foi o apoio massivo dos adeptos do Leixões, que fizeram sentir a sua presença no Minho. “A onda leixonense que estava em fase de crescimento. Penso que foi o primeiro ano em que o clube começou a sair de uma fase menos boa, com uma mudança de direção. Na altura, surpreendi-me pelo número de adeptos presentes em Braga. Tudo bem que era uma meia final da Taça, mas a verdade é que deviam estar por lá entre seis a oito mil leixonenses”, salientou ao Bancada.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa