Visto da Bancada
João Silva (Nº37)
2017-07-07 19:30:00
João Silva, avançado português, não esquece um escaldante Liverpool-Everton

Sábado. 12h30. Dérbi. Meia-final. Wembley. Estas palavras chegam para sugerir um escaldante, típico e memorável jogo de futebol inglês.

Aquele jogo valia mais do que uma passagem à final”, diz João Silva, avançado português que já passou por clubes como Aves, Everton, Vitória de Setúbal, Palermo ou Levski Sofia.

Dérbis há muitos: Benfica-Sporting, Real-Atlético, Roma-Lazio, Partizan-Estrela Vermelha, Galatasaray-Fenerbahce e a lista é extensa. Neste lote, há ainda o Liverpool-Everton, da cidade dos Beatles, na margem do rio Mersey. Para João Silva, atualmente no Salernitana, da Série B italiana, ver um dérbi de Liverpool foi único: “foi um jogo que me marcou. Um grande espetáculo de futebol”.

A apimentar, mais ainda, o ambiente em torno deste jogo – da meia-final da FA Cup –, o cenário não era Anfield ou Goodison Park, em Liverpool, mas sim o mítico Wembley, em Londres. João Silva era uma das 87.231 pessoas presentes no recinto. “O norte de Inglaterra praticamente desceu para Londres e esgotou Wembley. Tratava-se de um jogo que valia mais do que uma passagem à final”.

Nessa meia-final, a 14 de abril de 2012, o sol da tarde inglesa ajudou a aquecer, mais ainda, o ambiente escaldante que João Silva conta ao Bancada.

O Everton saiu na frente, com um golo de Jelavic, aos 24 minutos, mas o Liverpool, treinado por Kenny Dalglish, matou o grande rival na segunda parte. Melhor: não apenas na segunda parte, mas na última meia hora. Melhor ainda: não apenas na última meia hora, mas já nos instantes finais da partida. Luís Suárez empatou para o Liverpool, aos 62 minutos, e o inglês Andy Carroll deu a vitória aos reds, de cabeça, a apenas três minutos do final da partida.

Houve grande emoção até aos últimos minutos, acabando vitorioso o Liverpool”, recorda João Silva.

Fique com o filme dessa partida e recorde os nomes – com muitas figuras históricas – que jogaram nessa meia-final.

Liverpool: Brad Jones; Glen Johnson, Jamie Carragher, Martin Skrtel, Daniel Agger; Jay Spearing, Jordan Henderson (Maxi Rodríguez), Steven Gerrard; Stuart Downing (Craig Bellamy), Luís Suarez, Andy Carroll.

Everton: Tim Howard; Phil Neville, John Heitinga, Sylvain Distin, Leighton Baines (Anichebe); Darron Gibson, Leon Osman, Marouane Fellaini, Tim Cahill; Nikica Jelavic, Magaye Gueye (Coleman).

Sê o primeiro a comentar: