Visto da Bancada
Jaime Antunes (nº 238)
2018-02-25 15:55:00
Economista e conhecido adepto do Benfica recorda um "mítico" jogo dos encarnados

A célebre vitória do Benfica por 6-3 no Estádio José Alvalade a 14 de maio de 1994, que se acabou por revelar decisiva na atribuição do título de campeão nacional, ficou para sempre na memória do economista Jaime Antunes. "Foi um jogo extraordinário com uma exibição espectacular de João Pinto, um jogo que acabou por valer um título", recorda o antigo candidato à presidência do clube da Luz ao Bancada, enfatizando: "Aquela vitória foi o arranque final para o título. É um daqueles jogos que não se podem esquecer por um adepto que goste de futebol e, no meu caso particular, ainda mais por ter sido uma vitória importantíssima do Benfica."

Jaime Antunes não ficou naturalmente indiferente à exibição de João Pinto. "Foi uma exibição de encher as medidas a qualquer adepto", afirma, lamentando o modo como o jogador deixou os encarnados. "A forma como saiu na gestão de Vale e Azevedo não foi feliz e foi representativa dos momentos conturbados que o Benfica passou na altura."

Num dérbi de loucos, Cadete inaugurou o marcador, tendo João Pinto igualado. Figo voltou a colocar os leões na frente, mas João Pinto repôs o empate e ainda antes do intervalo fez um "hat-trick" que levou as águias à liderança do marcador. Isaías bisou no segundo tempo tendo Hélder feito o sexto golo, com Balakov a reduzir e a estabelecer o resultado final.

O Sporting, liderado por Carlos Queiroz, alinhou com Lemajic; Nélson, Valckx, Vujacic e Paulo Torres (Pacheco, 45'); Figo, Paulo Sousa, Capucho e Balakov; Cadete e Iordanov (Poejo, 60'). Já o Benfica, que tinha Toni no comando técnico, apresentou Neno; Veloso, Mozer, Hélder e Kennedy; Abel Xavier, Vítor Paneira, Isaías (Rui Costa, 71'), e Schwarz; Ailton e João Pinto (Rui Águas, 78').

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa