Visto da Bancada
Gaspar (nº 125)
2017-10-13 12:30:00
Antigo central lembra uma partida do Rio Ave em que o estado do tempo foi o protagonista

Domingo, 23 de outubro de 2011. Jogava-se a oitava jornada da Liga e o Rio Ave ainda não tinha qualquer vitória na prova. Pela frente tinha a União de Leiria. Para dificultar o estado do tempo decidiu ser o principal interveniente. Gaspar, antigo central dos vila-condenses não pode dar o contributo à equipa nesse encontro. Algo que custou duplamente, pois foi difícil aguentar as condições climatéricas na bancada.

“Estava castigado e vi o jogo no ‘quentinho’, como se costuma dizer”, começa por relembrar Gaspar ao Bancada. O problema é que calor era algo que não se fazia sentir no Estádio dos Arcos. “Estava uma nortada que Deus me livre… e chovia muito também. Estava um frio impossível e só pensava que preferia estar a jogar”, conta-nos o antigo defesa, agora com 42 anos.

Gaspar recorda-se que o vento acabou por dar uma ajudinha ao Rio Ave, que venceu por 2-0 - golos de Vítor Gomes e João Tomás - e conquistou a primeira vitória da época na Liga. “Lembro-me, inclusive que um pontapé de baliza a nosso favor deu canto contra nós. Acho que a bola nem chegou a passar a grande área. Com o vento veio para trás e foi canto para o adversário”, explica.

“Até acho que houve uma altura em que a luz foi a baixo. O campo estava completamente alagado, parecia uma autêntica piscina”, diz-nos Gaspar. E o vídeo comprova que as lembranças do antigo defesa natural de Santo Tirso não são exageradas. São até suficientes para não lhe saírem da memória.

 

Sê o primeiro a comentar: