Visto da Bancada
Eurico Gomes (nº 220)
2018-01-31 16:15:00
Bicampeão nacional por Benfica, Sporting e FC Porto recorda a final do Mundial de 1974 entre a Alemanha e a Holanda

Bicampeão nacional por Benfica, Sporting e FC Porto, nos anos setenta e oitenta, e antigo internacional português, o ex-jogador Eurico Gomes recorda a final do Campeonato do Mundo entre Alemanha e Holanda, em 1974, como o jogo mais marcante a que assistiu na condição de espetador e que perdura na memória. "Tinha iniciado a carreira no Benfica, era júnior, e um jornal da altura, o Século, decidiu premiar os melhores jogadores dos melhores clubes de Lisboa com bilhetes para assistir às meias-finais e final do Mundial de 1974, na Alemanha. Eu fui em representação do Benfica", recorda Eurico.

O antigo defesa central recorda-se desse dia como se fosse hoje. "Preferimos escolher ver a final, porque queríamos conhecer um pouco da Alemanha. Éramos jovens e quisemos disfrutar da viagem. Aquilo era tudo novidade para nós...". E eis então que chegou o dia da final. 7 de julho de 1974. "Estava na bancada e só pensava para mim próprio o que estava ali a fazer. Um estádio completamente cheio, a sentir a adrenalina toda e a perguntarme se um dia chegaria a um nível daqueles. E a verdade é que à minha frente estavam jogadores que um dia mais tarde viria a defrontá-los diretamente. Como o Müller, por exemplo". 

Do jogo, Eurico Gomes lembra-se de um lance "soberbo" de Cruyff a dar o primeiro golo do jogo, logo aos dois minutos, por Johan Neeskens, de penálti. "A Alemanha deu a volta ao jogo e venceu, com o 'baixinho' [Müller] a fazer o 2-1". "Depois fomos festejar com os adeptos alemães, e a cerveja fez parte dos festejos", recorda com um sorriso um dia que permanece bem vincado na memória de Eurico Gomes. "Foi algo que nunca me tinha acontecido, que não contava. Tinha 16/17 anos e de repente estava ali a assistir à final do Mundial de 1974".

 

 

Sê o primeiro a comentar: