Visto da Bancada
Diogo Sena (N.º 178)
2017-12-10 12:30:00
Animador de rádio recorda-nos um trauma. Seu e do Sporting.

Sporting. Rangers. 92 minutos. Liga Europa a passar a miragem. Isto chega-lhe para recordar o afastamento dos leões, na Liga Europa, em 2011? Hoje, trazemos-lhe o relato de um “momento traumatizante”, no Estádio de Alvalade.

Diogo Sena, animador da Cidade FM, é o 178.º convidado do “Visto da Bancada”. Os vídeos no Youtube – com expoente no viral “Sporting that I used to know” – tornaram-no famoso e levaram-no ao mundo da publicidade, da televisão e, mais recentemente, da rádio. Conheceu a fama a troçar e satirizar o Sporting e, agora, ao Bancada, Diogo Sena recorda um jogo... do Sporting. “Foi um momento traumatizante. Fui ao estádio com o meu pai. Pensámos que ia ser uma noite de festejos, especialmente com o 2-1 a surgir aos 80 e poucos minutos…”, começa por recordar.

A 24 de fevereiro de 2011, o Sporting, treinado por Paulo Sérgio – sim, o homem que queria o “pinheiro” –, recebeu o Rangers, depois de um confortável 1-1 na primeira mão, na Escócia. Para chegar aos oitavos-de-final da Liga Europa bastava, portanto, um singelo 0-0. Ou o tal 2-1 que os leões tinham no bolso... até aos 92 minutos.

Ele não sabe como, mas estavam lá quatro sozinhos

Não sei como, o Sporting conseguiu deixar uns quatro jogadores do Rangers na sua grande área, para encostar e fazer o 2-2”, lamenta o animador de rádio, recordando o golo de Papac, aos 92 minutos.

Lembrando este “trauma”, Sena faz ainda uma comparação entre estes tempos de Sporting e o estado atual do clube leonino. “Este foi um dos muitos exemplos de um Sporting de Godinho Lopes”, dispara, antes de acrescentar: “Seis anos depois, vejo, agora, um Sporting forte e unido, com capacidade para ficar no topo da tabela. Os adeptos vão ao estádio. Estão entusiasmados com a época e sentem-se representados por Bruno de Carvalho”“Longe dos tempos deste empate com o Rangers... E do sétimo lugar na tabela”, conclui Diogo Sena, ao Bancada.

Recorde os nomes que participaram naquele trauma europeu, em 2011, que teve golos de Pedro Mendes e Djaló, para o Sporting, e Diouf e Papac, para o Rangers.

Sporting: Rui Patrício; Abel, Polga, Torsiglieri, Evaldo; Pedro Mendes (Saleiro), Zapater, Matías Fernández (Nuno André Coelho); João Pereira, Yannick Djaló e Postiga (André Santos).

Rangers: McGregor; Foster, Weir (Lafferty), Papac, Whittaker; Bartley, Bougherra, Steven Davis; Edu, Fleck (Weiss) e El-Hadji Diouf (Healy).

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa