Visto da Bancada
Constantino Jardim (N.º 240)
2018-02-27 12:20:00
O antigo jogador recorda ao Bancada a conquista portuguesa do Mundial Sub-20 em 1991.

A conquista do Mundial Sub-20 pela Seleção Nacional da categoria, em 1991, é o jogo que salta à memória de Costantino Jardim, quando questionado sobre qual o jogo, visto das bancadas de um estádio, que mais o marcou. "A final que ganhámos em Lisboa", começou por recordar ao Bancada o antigo jogador de Leça, Levante e Campomaiorense, entre outros.

De facto, o jogo decisivo desse Mundial Sub-20 decorreu no antigo Estádio da Luz e opôs a equipa das quinas, orientada por Carlos Queiroz, à congénere brasileira. "O estádio estava repleto e completamente cheio, com uma emoção muito grande", descreveu Constantino Jardim ao Bancada. Uma seleção que contava com nomes como Luís Figo e Rui Costa era vista como favorita, aos olhos dos adeptos, explicou o agora treinador adjunto, mas isso não retirou a emotividade ao encontro. "Era uma seleção fortíssima, todas as pessoas estavam confiantes de que íamos ganhar, mas foi um jogo emocionante."

Quanto ao jogo, Portugal venceu mesmo o Brasil, nas grandes penalidades, após um nulo no tempo regulamentar. Jorge Costa, Luís Figo, Paulo Torres e Rui Costa apontaram os golos da marca dos onze metros, que deram o triunfo por 4-2 a Portugal, no desempate por penáltis, num jogo que foi "um prazer" de ter sido visto nas bancadas do antigo Estádio da Luz por Constantino Jardim, que não esquecerá esse encontro decisivo.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa