Visto da Bancada
Bernardo Almeida (nº 196)
2018-01-02 12:30:00
Um dérbi para a Taça de Portugal foi o jogo mais marcante da vida do YouTuber

Com mais de 200 mil subscritores no YouTube, é comum ver Bernardo Almeida a falar de tecnologia no seu canal. Contudo, o produtor de conteúdos tem uma segunda paixão: o futebol. Adepto do Sporting, Bernardo Almeida foi confrontado pelo Bancada para escolher o melhor jogo em que já esteve presente e não demorou muito a chegar a uma conclusão.

"Em termos de jogos que vi ao vivo, o 5-3 foi o melhor dos melhores. Já nem me lembro se o futebol foi bem praticado ou não, mas foi um turbilhão de emoções que eu nunca mais senti ao vivo. Já vi outros jogos que foram impróprios para cardíacos, como o jogo contra o SC Braga em que estávamos a perder 2-0, empatamos e o Slimani marca o 3-2 nos últimos minutos [2015/16], mas esse, também por ser contra o Benfica e vivemos esta rivalidade diariamente, foi marcante", começou por dizer o YouTuber.

O "5-3" a que Bernardo Almeida se refere aconteceu em 2007/08, quando o Sporting derrou o Benfica com esse resultado no Estádio José Alvalade. A partida era referente às meias-finais da Taça de Portugal e quem saísse vitorioso garantia presença no Jamor. No final da primeira parte, tudo corria de feição ao Benfica, que vencia por 2-0 com golos de Rui Costa e Nuno Gomes.

"Fui ver com o meu pai, tinha uns 15 anos, e na altura já era adepto do Sporting mas foi um dos primeiros dez jogos que eu vi do Sporting ao vivo. Estávamos na central, a apanhar chuva, e o meu pai, ao intervalo, disse para nos irmos embora que estávamos a perder 2-0. Eu disse-lhe «ó pai, 'tás maluco. Se for para perder 4-0, perdemos 4-0, mas eu fico cá até ao fim. Só saio daqui quando o árbitro apitar». Lá ficámos para a segunda parte, a apanhar chuva", contou-nos Bernardo Almeida.

A vontade do então jovem adepto demonstrou ser acertada na segunda parte, quando a equipa verde e branca marcou três golos de seguida (Djaló, Liedson e Derlei) e completou a reviravolta. Cristián Rodríguez, contudo, faturou para o Benfica e deixou o resultado em 3-3. O "balde de água fria", como Bernardo Almeida descreveu, viria a ser rapidamente esquecido, ou não tivesse Yannick Djaló 'bisado' com um remate de fora de área.

"O jogo vai-se desenrolado, fazemos um golo e começamos a acreditar que é possível. O segundo veio logo a seguir e pronto, estava feito. A seguir veio ainda o terceiro, foi uma festa tremenda. O 3-3 foi um balde de água fria, mas o melhor golo ainda estava para vir, que foi aquele do Djaló, que ainda hoje está para saber como fez aquilo. Estou arrepiado só de pensar nisto", frisou.

Depois do golo de Yannick Djaló, ainda houve tempo para Simon Vukcevic garantir o triunfo com um remate de primeira que só parou no fundo das redes de Quim. No final, o jogo louco entre os dois grandes de Lisboa ficou na cabeça de muita gente. Bernardo Almeida não é exceção e até compara os festejos dos adeptos leoninos aos dos portugueses na final do Europeu de 2016.

"Não me lembro bem como festejei, mas sei que foram daqueles festejos ao nível dos do golo do Eder. Se calhar marcou-me porque nunca tinha vivido, até aquela altura, um tipo de emoções assim ao vivo. É sempre diferente de ver em casa. Esse jogo foi um dos que me fez apaixonar pelo futebol", concluiu.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa