Visto da Bancada
Anselmo (nº 133)
2017-10-21 12:30:00
Antigo avançado lembra o primeiro jogo que viu ao vivo, numa histórica campanha do Torreense

Em 1998/99 o Torreense fez história na Taça de Portugal. Um golo solitário de Cláudio Oeiras no antigo Estádio das Antas ditou a eliminação do FC Porto de Fernando Santos na quinta eliminatória da competição. Semanas mais tarde a equipa de Torres Vedras recebeu o Vitória de Setúbal e um jovem Anselmo esteve nas bancadas. Foi o “primeiro jogo” que assistiu ao vivo e nunca mais se esqueceu do ambiente vivido.

“A primeira memória que tenho é de um jogo quando era miúdo, penso que ainda era iniciado. O Estádio Manuel Marques estava completamente cheio. Fiquei estupefacto com o jogo em si, com o ruído, as pessoas. Lembro-me de ter ido com a minha mãe e adorei ver o jogo”, recorda ao Bancada o antigo avançado de Estrela da Amadora, Nacional, Rio Ave e Portimonense, que agora, aos 33 anos, trabalha para o Sindicato dos Jogadores.

Nessa partida em que o Torreense empatou sem golos frente aos sadinos, Anselmo teve mesmo uma premonição. “Lembro-me de pensar que queria estar ali um dia a jogar”, revela-nos. Bastaram poucos anos para o sonho se concretizar, pois entre 2002 e 2005 marcou golos com a camisola do Torreense, antes de ter atraído a atenção da Primeira Liga.

Voltando ao jogo… “Penso que na altura empataram e tiveram de ir jogar o desempate a Setúbal”, atira Anselmo. Corretíssimo. Após o nulo em Torres Vedras, o desempate em Setúbal ditou um triunfo do Vitória por 3-0, como golos de Pedro Henriques, Chiquinho Carlos e Rui Carlos.

Sê o primeiro a comentar: