Grande Futebol
“Ver Sá, Semedo e Podence na Seleção é um motivo de orgulho”, diz Pedro Martins
Mauro
2020-03-04 15:45:00
O treinador português disse aos atletas que era possível chegarem a esse patamar

Na segunda época ao serviço do Olympiacos, o treinador Pedro Martins congratula-se com o desempenho de três jogadores portugueses, José Sá, Rúben Semedo e Daniel Podence, que foi transferido em janeiro para o Wolverhampton.

Em entrevista ao Canal 11, o técnico de 49 anos assume que disse aos atletas que eles tinham todas as condições para jogar na seleção portuguesa.

“É um motivo de orgulho. Neste projeto, nós achamos que isso era possível. Quando convidamos o José Sá, o Daniel [Podence] e o Rúben [Semedo] eu não escondo que sempre lhes disse que era possível chegarem à Seleção Nacional e que eles tinham todas as condições para isso”, afirmou Pedro Martins.

Na mesma conversa, o ex-treinador do Marítimo, Rio Ave e Vitória de Guimarães falou sobre Fernando Santos, selecionador de Portugal, e destaca o quanto ele é adorado na Grécia, mesmo tendo em conta o facto de ter treinado clubes rivais nesse período, como foi o caso do PAOK e Panathinaikos.

“O Fernando Santos é adorado na Grécia de forma unânime pelo povo grego que, por vezes, não é fácil de ser agradado”, referiu.

Neste momento, o Olympiacos está a caminho de conquistar a Liga Grega e, na semana passada, conseguiu uma brilhante vitória em Londres, contra o Arsenal, por 2-1.

José Sá, tem-se assumido como o titular habitual da equipa de Pedro Martins, tendo feito 71 jogos em época e meia na Grécia.

Quanto a Rúben Semedo, após algumas polémicas fora dos relvados, o central de 25 anos é indiscutível no centro da defesa do clube grego.

Finalmente, Daniel Podence, que foi para o Olympiacos após ter rescindido com o Sporting, em 2018, fez 13 golos em 68 encontros ao serviço do emblema treinado por Pedro Martins.