Grande Futebol
Karius voltou a dar "barraca" e Klopp saiu do sério
António José Oliveira
2018-07-11 22:00:00
Guarda-redes alemão "facilitou" e o treinador entrou em guerra aberta com a imprensa britânica

A pré-época ainda mal começou e Lorius Karius já voltou a dar nas vistas pelas piores razões. Depois da final de má memória da Liga dos Campeões perdida para o Real Madrid, em que ficou diretamente ligado a dois dos três golos dos espanhóis, o guarda-redes alemão deu agora "barraca" no jogo particular que opôs o Liverpool FC ao modesto Tranmere Rovers, da quinta divisão inglesa. Os "reds" venceram por 3-2, mas as críticas não se fizeram esperar e Jurgen Klopp irritou-se condenando fortemente a imprensa britânica, acusando-a de dualidade de critérios na análise às exibições do guardião, de 25 anos.

"Ninguém gosta de sofrer um golo assim", começou por referir o treinador germânico da equipa da cidade dos Beatles, sublinhando que os jogadores não estão a ser avaliados pela mesma medida. "No segundo golo, a culpa foi do Milner. Dois jogadores brilhantes cometeram erros, mas as coisas não são vistas da mesma forma."

Exasperado, Jurgen Klopp levou mais longe as críticas, aludindo ao modo como o guarda-redes é, em seu entender, mal tratado. "Loris concedeu esse golo, mas não podemos fazer um filme depois de cada erro. Os erros acontecem. A mim não me agrada, a ele também não, mas acontece. O importante é seguir em frente e aprender com estas situações." "Vocês podiam parar imediatamente e não voltar a perguntar outra vez. Isso seria um pequeno passo."

O guardião do Liverpool FC ficou arrasado com a atuação infeliz na final da Liga dos Campeões frente ao Real Madrid que os ingleses perderam por 3-1 e chegou mesmo a receber ameaças de morte, mas no regresso ao trabalho apareceu com um semblante transformado, procurando deitar para trás das costas tão pesada herança. Neste sentido, colocou uma foto nas redes sociais a assinalar o pontapé de saída da temporada 2018/19. E a reação dos adeptos não podia ser melhor. Muitos foram os que lhe deram as boas-vindas e disseram que era bom vê-lo de cabeça levantada. "Há uma nova época a começar, mostra como és bom", afirmaram, lembrando: "You'll never walk alone" [Nunca caminharás sozinho].

Após a mediática final da Champions disputada no dia 26 de maio, os médicos do Hospital de Massachussetts, Ross Zafonte e Lenore Herget, que trataram o alemão cinco dias após o encontro, explicaram que, depois de "analisar cuidadosamente as imagens do jogo" e os antecedentes de Karius, este sofreu "uma concussão".

O antigo guarda-redes do Mainz, que se apresta para iniciar a terceira época ao serviço do Liverpool FC, cometeu dois erros que custaram golos aos ingleses, primeiro ao lançar a bola para os pés do francês Benzema, no golo inicial, depois ao efetuar uma defesa incompleta a remate de longe do galês Bale, no terceiro.

"No momento da nossa avaliação, os principais sintomas residuais e sinais objetivos de Karius sugerem que sofreu uma disfunção espácio-visual que provavelmente ocorreu antes do sucedido e que provocou a concussão", concluiram os médicos, admitindo que a lesão "tenha afetado o rendimento" do jogador.

Sê o primeiro a comentar: