Prolongamento
“Vão a minha casa às seis da manhã fazer controlos antidoping”, lamenta Pichardo
2019-09-13 11:55:00
Pichardo chega atrasado a cerimónia da seleção por culpa de mais um controlo

O atleta luso-cubano do Benfica, que vai representar Portugal nos Mundiais de Atletismo que decorrem em Doha, chegou atrasado a uma cerimónia, onde a seleção se concentrava, tendo em vista aquela competição.

O motivo do atraso foi apresentado em forma de protesto: mais um controlo antidoping, desta vez no Estádio do Jamor. “Já fui controlado umas 15 vezes”, diz Pedro Pablo Pichardo, em declarações à Lusa.

“Não há problema. É melhor assim, para verem que estou limpo”, acrescentou ainda o atleta.

Pichardo faz um desabafo com alguma ironia, mas conta que esta situação o incomoda, sobretudo as visitas madrugadoras a sua casa.  

“Vão ao local onde treino, a minha casa, às seis da manhã. O meu pai já sabe. É ele que costuma abrir a porta”, conta Pichardo, que vai representar Portugal no triplo salto, ao lado de Nélson Évora.

O atleta do Benfica persegue o ouro, nos Mundiais, e é uma das grandes esperanças de Portugal, tendo em vista essa medalha,

“Quero ganhar o ouro. Foi para isso que trabalhei. Se regressar com a prata, vão perceber que não estou totalmente feliz. Tudo estamos a fazer para chegar lá em boa forma, daqui a duas semanas. Vai ser preciso passar dos 18 metros para conseguir uma medalha, isso é quase certo. E, depois, quero ter muita gente à minha espera, no regresso, já com a medalha”, finalizou.

Os Mundiais de Atletismo decorrem em Doha, no Qatar, entre os dias 26 de setembro e 6 de outubro.