Prolongamento
Um Bentley, piscinas, spa e outras regalias para o ‘sheik’ Jesus das arábias
Redação Bancada
2019-01-10 12:35:00
Al-Hilal tenta convencer o técnico português a ficar mais do que uma temporada

O técnico português mudou-se para a Arábia Saudita nesta temporada e vive como um verdadeiro ‘sheik’.

O Al-Hilal procura que nada falte ao antigo treinador de águias e leões e disponibilizou todas as regalias ao técnico, que mora num condomínio luxuoso, uma espécie de cidade dentro de uma cidade.

Vigiado por segurança privada ao longo das 24 horas por dia, Jorge Jesus pode usufruir de cinco piscinas, um spa e ginásio (do qual Jesus é assíduo frequentador).

A casa é quase exclusivamente usada para dormir e ver televisão portuguesa.

O clube também colocou um motorista particular ao serviço de Jorge Jesus que, embora reconheça que já sabe ir de casa para o centro de treinos, não dispensa os serviços do motorista, visto que, nesse cenário, o colaborador ficava sem trabalho.

A viagem é feita a bordo do famoso Bentley que o presidente do clube ofereceu a Jesus.

Depois de assinar, o responsável pelo futebol saudita, perguntou a Jesus se queria um Ferrari. Mas o técnico preferiu um Bentley e a verdade é que várias jornadas após orientar o clube saudita, e quando esteve para sair, apareceu lá por casa um camião a transportar o carro de luxo, enviado pelos responsáveis do futebol saudita.

A muitos quilómetros de distância da sua Lisboa, na Arábia, Jorge Jesus não dispensa as visitas da família ainda que, sobretudo no caso da sua esposa, obrigue a apertadas regras dado o conservadorismo saudita em relação às mulheres.

Também os amigos e adjuntos de Jesus costumam estar sempre por perto do técnico, como um recente jantar tornado público nas redes sociais onde Jesus aparece com os… 12 amigos.

Com este tratamento VIP os responsáveis do Al-Hilal tentam cativar o técnico, que reiteradamente manifesta o desejo de regressar a Portugal.

Os planos de Jorge Jesus passam por deixar Riade no final da época.

Sê o primeiro a comentar: