Prolongamento
Tragédia de Hillsborough: Adeptos "forçaram os portões", diz chefe da polícia
2019-02-07 18:20:00
David Duckenfield prestou testemunho no Tribunal de Liverpool

O responsável policial pela meia-final da Taça de Inglaterra em Hillsborough em 1989 garantiu que a tragédia – 96 pessoas morreram esmagadas – só aconteceu porque adeptos do Liverpool "forçaram um portão".

A tragédia de Hillsborough ocorreu a 15 de abril de 1989, mas as responsabilidades continuam a ser apuradas pela justiça britânica. 

David Duckenfield, o oficial da polícia de South Yorkshire que liderou a operação de segurança na meia-final entre o Liverpool e o Nottingham Forest, acusou alguns adeptos dos 'reds' de terem "forçado um portão", na "ânsia" de entrarem no estádio.

A revelação foi ontem feita em tribunal por Glen Kirton, da federação inglesa de futebol.

Antes do início da partida, mais de 2000 pessoas estavam acumuladas junto aos torniquetes da porta C do estádio de Hillsborough.

O "forçar do portão" permitiu a entrada descontrolada de adeptos do Liverpool, muito acima da lotação. A multidão ficou tão compactada que 96 pessoas morreram esmagadas e outras 766 ficaram feridas.

David Duckenfield está acusado de 95 crimes de homicídio por negligência, pois o Ministério Público britânico não conseguiu provar a relação com a 96.ª vítima mortal, Tony Bland.

 

Sê o primeiro a comentar: