Prolongamento
Ronaldo e Jorge Mendes ajudam mais um hospital
2020-03-24 14:05:00
Jogador e empresário equipam duas unidades no Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte

O futebolista internacional português Cristiano Ronaldo e o empresário Jorge Mendes vão equipar totalmente duas unidades de cuidados intensivos no Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), anunciou hoje a unidade de saúde na sua página de Facebook.

Estes dois espaços, com dez camas cada, terão ventiladores, monitores cardíacos, bombas e seringas infusoras, equipamento essencial na assistência ao doente crítico com Covid-19, referiu.

"Estas unidades, designadas UCI [Unidade de Cuidados Intensivos] Jorge Mendes e UCI Cristiano Ronaldo serão, após o Plano Covid-19, reconvertidas e manter-se-ão como reforço da Medicina Intensiva que, antes da pandemia do novo coronavírus, contava com 31 camas, aumentando agora a sua capacidade para 51 camas", sublinhou.

Na publicação, o centro hospitalar revelou ter ativado a primeira unidade de cuidados intensivos dedicada ao doente crítico com Covid-19 a 06 de março.

O CHULN, que integra os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, reforçou a sua capacidade de atendimento ao doente crítico Covid-19 e conta com oito unidades de cuidados intensivos, com uma capacidade total de 77 camas, que serão ativadas em função da evolução das necessidades de internamento nesta área, adiantou.

"A Medicina Intensiva do CHULN é Centro de Referência Nacional para ECMO (dispositivo de circulação extracorporal), técnica essencial ao tratamento de doentes críticos com Covid-19 e apoia doentes críticos em todo o hospital e referenciados por outros hospitais", ressalvou.

Estes dois nomes do mundo do futebol também vão equipar uma unidade de cuidados intensivos no Hospital de Santo António, no Porto.