Prolongamento
Ronaldo à espreita de novas marcas incríveis
2019-01-09 14:55:00
Português não conquistou a Bola de Ouro, mas há novos recordes ao seu alcance. E um histórico do Real para destronar

O insaciável Ronaldo espreita novos recordes em 2019, um ano que pode ser histórico, a nível pessoal. E se o título na Juventus parece certo, já os golos marcados e a conquista da Champions permitirão ao português quebrar marcas quase impossíveis, entre as quais igualar o feito histórico de Francisco Gento. Mas vamos por partes.

Na Serie A, com a Juventus na liderança e a nove pontos do segundo classificado, a probabilidade de Ronaldo se sagrar campeão em Itália é elevadíssima, o que permitirá ao português ficar mais perto de um feito sem par.

Se for campeão e, em simultâneo, o melhor marcador do campeonato italiano, CR7 passa a ser o primeiro jogador a consegui-lo na época de estreia. Cada remate certeiro vai elevar a fasquia… aos adversários.  

Mas ser o melhor marcador confere a Ronaldo outro título: passará a ser o primeiro futebolista a tornar-se o goleador máximo em três das cinco grandes ligas europeias, onde se incluem a italiana, a espanhola, a inglesa, a francesa e a alemã.

Há uma lista de jogadores que o conseguiram em duas – o próprio Ronaldo, Cavani, Ibrahimovic, Dzeko, Luca Toni, Vieri e Suárez. Nenhum chegou à terceira liga, lembra o jornal As.

A probabilidade de se tornar campeão na Juventus é mais elevada do que marcar mais golos do que a concorrência, mas a verdade é que Cristiano Ronaldo já está na primeira posição da lista de goleadores, com 14 remates nas redes. Atrás de si, seguem Piatek, com 13 golos, e Fabio Quagliarella, com 12. Zapata, Immobile e Milik também ameaçam o português, com 10 golos cada.

Já na Liga dos Campeões, mais recordes à espreita. Se assegurar a vitória ao serviço da Vecchia Signora, Cristiano Ronaldo ergue o sexto título europeu de clubes da sua carreira.

Só um jogador o conseguiu. Chama-se Francisco Gento, tem 85 anos e venceu a principal competição de clubes da UEFA em seis ocasiões, sempre ao serviço do Real Madrid.   

Gento poderá, em 2019, deixar de ser único. E Cristiano ainda lutará pela sétima… e tornar-se-á o jogador com mais Champions ganhas.

Sendo campeão europeu ao serviço de três clubes, o internacional português entra também num grupo muito restrito de jogadores, onde constam, para já, apenas os nomes de Seedorf e Samuel Eto’o.

Se a Juventus for campeã (com CR7 como melhor marcador da Serie A) e conquistar a Champions, o que dizer de Ronaldo?

Sê o primeiro a comentar: