Prolongamento
FIFA suspende por 10 anos ex-presidente da federação liberiana por corrupção
2019-07-24 13:10:00
Musa Hassan Bility apropriou-se de dinheiro destinado a campanha de sensibilização para combate ao Ébola

A FIFA suspendeu por 10 anos o ex-presidente da Federação Liberiana de Futebol Musa Hassan Bility, por atos de corrupção, entre os quais apropriação de dinheiro destinado a uma campanha de sensibilização para o combate ao vírus Ébola.

Além da suspensão de toda a atividade ligada ao futebol, Musa Hassan Bility, que é atualmente membro do Comité Executivo da Confederação Africana de Futebol (CAF), foi também condenado ao pagamento de uma multa no valor de 500.000 francos suíços (perto de 455.000 euros ao câmbio de hoje).

O Comité de Ética independente da FIFA deu como provado que o antigo presidente da federação liberiana foi responsável “pela apropriação de dinheiro destinado à campanha ‘11 contra o Ébola’”, promovida pelo organismo regulador do futebol mundial, numa altura em que o país estava a ser afetado por uma pandemia daquele vírus.