Prolongamento
"Cuidado e carinho para não incomodar os chefes no E-Toupeira?"
2019-09-12 15:55:00
Ex-eurodeputada tem sido muito crítica com Luís Filipe Vieira

Ana Gomes não compreende as razões pelas quais o Ministério Público (MP) não chamou para inquérito Luís Filipe Vieira e outros membros da administração encarnada no âmbito do processo E-Toupeira.

"Ou é cuidado e carinho, para não incomodar “troppo” [muito] os chefes?", deixou no ar a questão a ex-eurodeputada, que tem sido um dos rostos em defesa de Rui Pinto.

Depois de tomar conhecimento que são endereçadas críticas no acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa à forma como o MP realizou as investigações no processo E-Toupeira, Ana Gomes deixou ainda outras questões às quais pretendia respostas.

A ex-eurodeputada considera que o MP teria interesse em perceber se Vieira e outros administradores tinham, ou não, conhecimentos do que fazia Paulo Gonçalves enquanto assessor jurídico da SAD benfiquista.