Prolongamento
Bernardo, a “locomotiva imparável" do Manchester City
Redação Bancada
2019-01-09 17:25:00
Jornalista de prestígio rendido ao português que se tornou "no líder improvável" da equipa

As exibições de Bernardo Silva em dezembro têm deixado os adeptos do Manchester City em êxtase e a exigente crítica britânica rendida ao médio português.

Kevin Garside, um multipremiado jornalista com larga experiência em Campeonatos do Mundo e Jogos Olímpicos, dedicou uma análise à "locomotiva imparável" da formação orientada por Pep Guardiola, revelando como Bernardo Silva se tornou "no líder improvável da equipa".

"Nos meses mais puxados da caminhada triunfal e recordista para o campeonato, foi pouco mais do que um artigo de decoração, mas em defesa do diminuto português há que salientar que se tornou indispensável", começou por enquadrar.

A compra de Bernardo Silva ao Mónaco, por 50 milhões de euros, causou algum espanto no verão de 2017. Mas a ideia, lembrou Kevin Garside, era "preparar Bernardo para suceder ao homónimo David".

Só que, enquanto David Silva perdia protagonismo, Kevin De Bruyne assumia-se como "o generalíssimo" que levou o Manchester City ao campeonato dos 100 pontos, "forçando Bernardo Silva a substituir o homem 'errado'".

"Com 1,73 metros, não está propriamente constituído para destruir, mas na sua forma infatigável mostrou uma versão muito própria diante do Liverpool, num jogo que revelou o seu futebol mais visceral. Como foi destacado no Daily Telegraph, foi metade bailarina, metade ariete. Além disso, foi a locomotiva imparável que pegou na bola no canto de uma área e foi à outra fazer o cruzamento para o golo inaugural do City", lembrou Kevin Garside.

Em resumo, uma "falha nos planos" que se tornou num "indispensável para Guardiola".

Foi nessa mesma partida, com o Liverpool, que Bernardo Silva se tornou no jogador que mais correu – 13,7 quilómetros – num só jogo da Premier League desta temporada.

"A um ritmo tímido, este rapaz acaricia a bola com o pé no ar ou corre como um louco para a recuperar, reforçou o consagrado jornalista britânico.

É de lembrar que o primeiro a elogiar publicamente Bernardo Silva, após esse jogo com o Liverpool (que lidera a Premier League com quatro pontos de vantagem sobre o City), foi o próprio treinador, Pep Guardiola.

"O Bernardo fez tudo. Venceu todos os duelos. Ele é o mais baixo. Mostrou que para se jogar futebol é preciso ser-se bom. Claro que preferia ter uma equipa mais alta ou mais física, mas o Bernardo é incrível. Há muito tempo que não via uma atuação como esta. Foi preciso, foi limpo, foi inteligente", elogiou o técnico do Manchester City.

Sê o primeiro a comentar: