Prolongamento
"Benfica acusado de tentar controlar a arbitragem", avança Expresso
2019-03-21 10:15:00
Jornal visa Paulo Gonçalves e SAD encarnada

Expresso adianta, na sua edição desta quinta-feira, que a SAD do Benfica e Paulo Gonçalves "são suspeitos de tentarem controlar árbitros".

Aquele jornal avança que o antigo responsável pelo departamento jurídico da SAD benfiquista terá tentando realizar esse controlo por via de "acesso a informações pessoais dos homens do apito".

Paulo Gonçalves, a quem o jornal denomina de "braço direito de Luís Filipe Vieira", terá pedido "a José Augusto Silva para espiar pessoas ligadas à arbitragem".

Ainda assim, o Expresso não revela de onde surge esta informação hoje divulgada e com ampla difusão na comunicação social.

Nos últimos dias, a defesa e a acusação no âmbito do processo E-Toupeira têm vindo a trabalhar juridicamente para um eventual nosso passo do processo no  Tribunal da Relação de Lisboa.

A 21 de dezembro de 2018, recorde-se, a juíza Ana Peres do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) decidiu não pronunciar a sociedade encarnada no processo E-Toupeira. O Sporting acabou por não recorrer da sentença, ao contrário do Ministério Público e de e Perdigão da Silva (ex-árbitro e também assistente no processo).

Até ao momento, Paulo Gonçalves (ex-assessor jurídico da SAD encarnada) e José Augusto Silva (técnico informático) são os únicos arguidos.

A Benfica SAD, lembre-se, considera que o MP "insiste na busca incessante, errada e não sustentada" pela sua responsabilização por atos alegadamente praticados pelo antigo assessor jurídico do clube Paulo Gonçalves.

 

Sê o primeiro a comentar: