Prolongamento
A brutal história de superação de Rúben, o pequeno craque de Fafe
2019-04-15 16:10:00
Lutou contra a doença e entrou em campo com a equipa principal

Rúben tem 9 anos e a vida forçou a abandonar o sonho do futebol devido a um AVC hemorrágico e a uma bactéria, que esteve na origem de "choques sépticos", que obrigaram os médicos a amputarem-lhe alguns dedos da mão e do pé direitos.

Além disso, Rúben também viu alguns dos seus órgãos entrar em falência. Mas resistiu e, neste domingo, o Fafe decidiu convocá-lo para entrar em campo com a equipa, no duelo frente ao Caçadores das Taipas, que terminou com vitória dos justiceiros por 7-0.

A goleada das antigas foi uma espécie de prémio para o Rúben que viveu uma experiência única e diferente, tendo os seus colegas de equipa a fazer 'guarda de honra' na entrada das equipas e dele mesmo no relvado do Municipal de Fafe.

"Um gesto simples, um gesto sentido e, sem qualquer dúvida, muito pequeno em comparação à enorme garra que mostraste", explicou o Fafe, em nota no vídeo que partilhou desse momento e que está a conquistar as redes sociais.

O clube justiceiro lembra que Rúben é "um exemplo de força, de superação, a prova viva de que temos dentro de nós a capacidade de lutar as maiores batalhas e sairmos vitoriosos".

"Sabes que esta grande família, a tua família, estará sempre aqui contigo. Força Rúben!", avisa o Fafe.

Júnior Franco, da equipa fafense, partilhou também uma tocante mensagem dedicada ao pequeno Rúben.

"O Rúben é um lutador não é?! É um verdadeiro lutador e venceu todas estas batalhas que se atravessaram no seu caminho. Agora terá de se adaptar à nova vida, aprender a equilibrar, andar, correr e quiçá (tenho a certeza que irá conseguir) voltar a jogar futebol", explicou o atleta, explicando a surpresa.

"Entrou com a equipa em campo e com guarda de honra feita pela sua equipa, os seus amigos que tanta saudade sentem de treinar e jogar com ele. Mas se a surpresa foi feita por nós a verdade é que somos nós que temos que agradecer ao Rúben. Agradecer porque ele mostrou-nos que o impossível é só uma palavra e que todas as batalhas que possamos ter em nossa frente não são nada comparado com o que ele teve de ultrapassar".

Na mensagem deixada nas redes sociais, Júnior Franco explicou que o duelo acabou com uma vitória por 7-0 para a AD Fafe "mas depois de ler a história do Rúben será que o resultado de um jogo de futebol realmente interessa?!" 
Tal como comecei digo que o Rúben somos todos nós com 9 anos, uma criança cheia de sonhos e um lutador adormecido. Já todos nós fomos como ele... resta-nos voltar a sê-lo. E digo sem dúvida nenhuma que se tivermos, todos juntos, um terço da vontade com que o Rúben se agarrou à vida e a pusermos dentro de campo todos os jogos não vai ser fácil alguém desviar-nos do nosso destino.

Sê o primeiro a comentar: