Portugal
Vitória de Guimarães vence Paços de Ferreira com ‘bis’ de João Carlos Teixeira
2020-03-08 21:55:00
A equipa treinada por Ivo Vieira sobe ao sexto lugar da I Liga

O Vitória de Guimarães venceu hoje no campo do Paços de Ferreira, por 2-1, anulando a desvantagem no marcador graças a um ‘bis' de João Carlos Teixeira, num bom jogo da 24.ª jornada da I Liga de futebol.

O Paços adiantou-se no marcador por Hélder Ferreira, aos 10 minutos, mas o Guimarães logrou dar a volta ao resultado no segundo tempo, por João Carlos Teixeira, aposta ganha de Ivo Vieira para o segundo tempo, com tentos aos 47 e 66 minutos.

Com este triunfo, que permitiu desempatar o número de triunfos entre as duas equipas para o principal campeonato (os vimaranenses somam agora 12 vitórias contra 11 dos pacenses), o Vitória de Guimarães ascendeu ao sexto lugar, com os mesmos 37 pontos do Famalicão.

O Paços, por sua vez, manteve o 16.º posto, no limite da permanência, com 22, e os mesmos seis de vantagem para o Portimonense, a primeira equipa em zona de descida, e nove relativamente ao último Desportivo das Aves.

O jogo começou num ritmo vivo, de parada e resposta, sem lances de perigo junto das duas balizas, mas com ligeiro ascendente do Vitória de Guimarães.

Seriam, no entanto, os locais a ganhar vantagem, aos 10 minutos, numa bola conquistada por Diaby no meio campo ofensivo e assistência de Denilson, de regresso ao ‘onze', para o ex-vimaranense Hélder Ferreira finalizar, na área do Vitória.

Cinco minutos depois, Diaby obrigou Douglas a mostrar trabalho, após canto na direita do Paços.

Em desvantagem, o Guimarães acentuou o seu domínio, instalou-se no meio campo pacense, mas quase nunca conseguiu encontrar espaços para se acercar da baliza de Ricardo Ferreira, porque o Paços soube fechar os caminhos da sua baliza, juntando umas vezes o segundo avançado aos médios e outras vezes eram os alas a fechar a passagem.

Ouatarra, em estreia a titular, não conseguiu criar desequilíbrios no ataque e falhou o remate no melhor lance da equipa no primeiro tempo, aos 33 minutos, após um primeiro desvio de Sacko, e o Vitória acusava algum défice de criatividade que Ivo Vieira tratou de remediar no reatamento, com as entradas de João Carlos Teixeira e Edwards.

Esta aposta, que garantia também mais velocidade de circulação ao jogo da equipa, começou a dar resultados quase imediatos, quando Davidson, pela esquerda, cruzou para João Carlos Teixeira, livre de marcação na área, finalizar com um remate colocado.

O Vitória animou-se com o empate e foi em busca do golo do triunfo, que podia ter surgido por Bruno Duarte, em dois momentos, aos 59 minutos, antecipando o segundo de João Carlos Teixeira, aos 66, na recarga a um primeiro remate de Edwards.

Mais pressionado e sem a mesma facilidade de sair em transições, o Paços nunca baixou os braços e foi atrás do empate, que podia ter acontecido por Tanque e Hélder Ferreira, num final emocionante de um jogo bem disputado pelas duas equipas.

Jogo no Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira.

Paços de Ferreira - Vitória de Guimarães, 1-2.

Ao intervalo: 1-0.

Marcador:

1-0, Hélder Ferreira, 10 minutos.

1-1, João Carlos Teixeira, 47.

1-2, João Carlos Teixeira, 66.

Equipas:

- Paços de Ferreira: Ricardo Ribeiro, Jorge Silva (Douglas Tanque, 71), Marcelo (Marco Baixinho, 46), Maracás, Oleg, Diaby, Luiz Carlos, Adriano Castanheira (Uilton, 64), Pedrinho, Hélder Ferreira e Denilson.

(Suplentes: Simão Bertelli, Marco Baixinho, Bruno Teles, Vasco Rocha, João Amaral, Uilton e Douglas Tanque).

Treinador: Pepa.

- Vitória de Guimarães: Douglas, Sacko, Frederico Venâncio, Pedro Henrique, Florent, Poha (João Carlos Teixeira, 46), Pêpê Rodrigues, André André, Davidson, Bruno Duarte (Lucas Evangelista, 87) e Ouattara (Edwards, 46).

(Suplentes: Miguel Silva, Suliman, Lucas Evangelista, João Carlos Teixeira, Rochinha, Edwards e João Pedro).

Treinador: Ivo Vieira.

Árbitro: Vítor Ferreira (AF Braga).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Ouattara (21), Oleg (35) e Diaby (77).

Assistência: 4.105 espetadores.