Portugal
"Varandas envergonha o futebol", diz presidente do Vitória de Setúbal
2020-01-12 10:10:00
Líder sadino anuncia corte de relações com o Sporting

O presidente do Vitória de Setúbal anunciou o corte institucional de relações com o Sporting, depois de acusar o homólogo Frederico Varandas de ter tido um comportamento provocatório no Estádio do Bonfim, em Setúbal.

"Enquanto este presidente lá estiver, não mantemos relações institucionais com o Sporting. Frederico Varandas envergonha o futebol e a instituição Sporting", disse Vítor Hugo Valente, que apareceu na sala de imprensa no final do jogo Vitória de Setúbal-Sporting, da 16.ª jornada da I Liga de futebol, que terminou com um triunfo do Sporting por 3-1.

Vítor Hugo Valente afirmou que "o presidente do Sporting foi provocador", tendo ainda acusado o líder 'leonino' de "prepotência", por ter colocado em causa as alegações do clube do Bonfim para pedir o adiamento do jogo.

Para Vítor Hugo Valente, o Sporting só se preocupou em ganhar os três pontos e não teve em consideração as razões invocadas pelo Vitória de Setúbal.

"A atitude do Sporting e do seu presidente, em vir ganhar três pontinhos contra estes jogadores, não é digna do futebol. Estes jogadores [do Vitória de Setúbal] fizeram de tudo e tememos pelas condições deles para o próximo jogo", disse.

Vítor Hugo Valente foi ainda mais longe: "Como se isto não bastasse, a atitude prepotente, de má educação do senhor presidente do Sporting, que se apresentou no camarote com uma atitude provocadora, que me fez dizer-lhe na cara tudo o que tinha de ouvir."

O Vitória de Setúbal tinha solicitado o adiamento do jogo com o Sporting devido a um surto de gripe e a uma virose que afetou vários jogadores da equipa de futebol, mas o Sporting impôs como condição a realização de uma junta médica, com médicos indicados pelo Sporting, pelo Vitória de Setúbal e pela Liga de clubes.

A proposta do Sporting foi recusada pelo Vitória der Setúbal e o jogo, tal como previsto, realizou-se no sábado à noite no Bonfim.