Portugal
VAR em risco nos jogos em casa do Moreirense por falta de acordo televisivo
2019-07-31 10:15:00
Clube é o único da Liga portuguesa sem acordo para transmissão dos jogos caseiros

O futebol português depara-se com uma situação pouco comum a poucos dias do arranque oficial de mais uma época desportiva. O sistema videoárbitro (VAR) está em risco no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, a casa do Moreirense, dado que os 'cónegos' não têm, nesta altura, contrato de transmissão televisiva.

Conta o jornal 'Record', nesta quarta-feira, que o contrato entre a sociedade que gere o Moreirense e o operador que transmitia os jogos caseiros dos vimaranenses terminou na última época e não foi renovado.

O tempo foi passando e, até agora, Moreirense e Sport TV ainda não chegaram a um acordo, pelo que, nesta fase, é o próprio sistema de VAR que está em risco.

O operador terá apresentado uma proposta para a renovação do contrato na ordem dos 3,5 milhões de euros. Mas esta verba não terá agradado aos dirigentes do Moreirense que pretendem um encaixe superior.

"Na televisão vale mais um Moreirense-Benfica do que um Benfica-Moreirense, dado que a diferença de pessoas no estádio leva a que mais gente assista em casa", disse Vítor Magalhães, presidente do Moreirense, ao 'Record', avisando que pela questão do VAR é necessário "chegar a um acordo" dado que se trata de "um problema tremendo".

Apesar deste caso, as partes ainda têm sensivelmente 15 dias para que possam, por fim, chegar a um acordo. O calendário das provas joga a favor das partes, dado que o Moreirense apenas jogará na condição de visitado na 2.ª jornada da Liga NOS, quando receber o Gil Vicente.

Até lá, a turma de Moreira de Cónegos defronta o Vitória de Setúbal para a Taça da Liga e vai a Braga na abertura do campeonato. É este o tempo que resta para que se chegue a um entendimento.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa