Portugal
"Trajeto do Benfica na Liga dos Campeões desvaloriza os jogadores", diz Toni
2019-11-06 15:35:00
Antigo treinador dos encarnados critica exibições e resultados na principal prova europeia de clubes

A Liga dos Campeões é a montra em que todos os jogadores sonham mostrar-se, mas quando uma equipa acumula maus resultados e más exibições, como o Benfica, acontece o oposto do pretendido: os atletas desvalorizam-se.

O aviso foi de Toni, treinador duas vezes campeão nacional pelo Benfica e que, como médio, representou as águias durante 13 temporadas.

"A Liga dos Campeões é uma prova de grande exigência, é um palco onde se podem valorizar os jogadores, mas também é um palco onde eles se podem desvalorizar", afirmou, em declarações à Renascença.

"O trajeto que o Benfica tem feito nesta edição tem desvalorizado alguns dos seus ativos. Nós sabemos que a Champions está formatada para os grandes 'tubarões' da Europa, mas o Benfica tem um historial que o deve obrigar a ultrapassar a fase de grupos", insistiu Toni.

O Benfica até ganhou na terceira jornada da fase de grupos, mas "desde o jogo com o Leipzig" que, de acordo com o ex-treinador, regista exibições e resultados "que estão longe de honrar aquilo que é a marca Benfica".

A Liga dos Campeões é também um "espaço de valorização" para os clubes, como aconteceu com o Benfica na década de 60 do século passado, quando "ganhou duas" Taças dos Clubes Campeões Europeus "e foi à final em mais três ocasiões".

Dando já a qualificação para os oitavos de final como perdida, Toni aconselha a equipa encarnada a "virar as agulhas" para o campeonato, "o objetivo principal" da época.

"Haverá estes dias, que são cáusticos pelas análises que são feitas, mas, no sábado, o Benfica tem logo pela frente um adversário [Santa Clara] difícil para ultrapassar e para manter a sua linha de rumo em relação àquilo que é o objetivo principal da época", concluiu o antigo jogador e treinador.