Portugal
"Todo o mérito é do Lage e o que eu fiz não conta”, critica Hélder Cristóvão
2020-05-13 17:15:00
Ex-técnico da equipa B lamenta falta de reconhecimento pelo seu trabalho

Hélder Cristóvão, treinador da equipa B do Benfica entre 2013 a 2018, lamenta a falta de reconhecimento pelo seu trabalho no clube encarnado e deixa entender mesmo alguma amargura pela forma como Bruno Lage 'colhe louros' pela aposta nos meninos da formação mas o trabalho que está nos bastidores nem tanto.

Em declarações no Youtube do portal Bola na Rede, o técnico do DAC 1904 reclama mérito pela forma como as águias trabalharam os jovens do Seixal para a equipa principal durante a formação.

Confrontado com uma pergunta sobre os "miúdos da formação" que, como técnico da equipa B, viu logo que iriam valer milhões, o antigo defesa-central joga... ao ataque.

“Não posso dizer, porque se eu disser agora, vão dizer que estou a tentar puxar a brasa à minha sardinha… Todo o mérito é do Lage e tudo o que fiz para trás não conta...", criticou.

Hélder Cristóvão desabafa ainda que "um dia" falou disso e foi "acusado de mil e uma coisas".

"Só conta quando sobem para a equipa principal. Uma vez falei disso e fui acusado de mil e uma coisas. Os registos estão lá e as pessoas, se quiserem investigar, que vão investigar. Vão saber quais eram os jogadores, continuou.

O treinador de 49 anos acabou por dar alguns exemplos de jogadores que passaram pelas suas mãos e a quem já se via um futuro risonho no futebol.

“João Félix, Renato Sanches, Nélson Semedo e Rúben Dias nunca enganaram… Acho que o trabalho foi excelente e muito bem feito”, salientou.

Após Hélder Cristóvão sair do Benfica em 2018, Bruno Lage assumiu o lugar de técnico da equipa B dos encarnados.

Em meados da época 2018/19, Lage foi promovido para a equipa principal, face ao despedimento de Rui Vitória, e levou o Benfica à conquista da I Liga.