Portugal
"Terei de ser um cozinheiro criativo para fazer um prato saboroso", diz Vieira
2019-03-07 13:40:00
Técnico do Moreirense só tem dois centrais disponíveis para a deslocação à Madeira

O treinador Ivo Vieira afirmou hoje que o Moreirense quer pontuar na deslocação ao terreno do Marítimo, para consolidar o quinto lugar na I Liga, esperando um "adversário competitivo" no jogo da 25.ª jornada. Dentro da luta pelas competições europeias, a formação do Minho poderá ficar de fora, por questões burocráticas. “As coisas não nos passam ao lado”, lamenta Ivo Vieira.

Firme no primeiro terço da tabela, com quatro vitórias e dois empates nos últimos seis jogos, a equipa de Moreira de Cónegos está a protagonizar um campeonato bem diferente do adversário de sábado - 15.º colocado -, mas o seu treinador lembrou que o Marítimo é uma equipa "forte", com "individualidades muito boas", a precisar também de pontuar.

"Vai ser um jogo de luta de pontos, connosco, com um objetivo, e com o Marítimo, com outro. Estou à espera de um jogo muito difícil e de uma equipa adversária muito competitiva e intensa nos duelos, mas preparámos a semana para tentar, no mínimo, conquistar pontos na Madeira", disse, em conferência de antevisão ao jogo marcado para as 15:30 de sábado, no Funchal.

O técnico antecipou que a formação madeirense, treinada por Petit, "vai querer marcar uma posição logo no início do jogo, com pressão alta", até porque, normalmente, joga num estádio com "ambiente ‘quente' e motivador", pedindo, por isso, que os seus jogadores sejam "equilibrados", sem perderem identidade.

"Não podemos descaracterizar o que tem sido a nossa linha de pensamento: tentar jogar bem e atacar o maior número de vezes possível. Só assim podemos criar alternância no jogo do adversário, sendo audazes no processo ofensivo e equilibrados no processo defensivo", reiterou.

Com o central Halliche castigado, o ‘timoneiro' do clube vimaranense só vai contar, na melhor das hipóteses, com dois jogadores para o eixo da defesa: Iago, que esteve recentemente lesionado, e Ivanildo.

Face aos poucos ‘ingredientes' disponíveis, Ivo Vieira assumiu que vai ter de ser "um ‘cozinheiro' muito criativo para fazer um prato saboroso", mas lembrou que é graças às lesões ou castigos que há verdadeiras oportunidades para valorizar outros jogadores.

Questionado sobre o impacto que têm na equipa os rumores da impossibilidade de o clube participar na Liga Europa da próxima época e o afastamento do lateral Rúben Lima pela SAD do Moreirense, o treinador realçou que é necessário ser "equilibrado e ponderado" para manter os jogadores motivados.

“As coisas não nos passam ao lado, mas seremos mais fortes a cada dia ultrapassando as mesmas e conseguindo desempenhos de acordo com aquilo que o clube pretende. Representamos uma instituição. Temos de a defender", frisou.

Treinador do Marítimo entre as épocas 2014/15 e 2015/16, Ivo Vieira admitiu que a época dos insulares o está a surpreender pela negativa, já que, a seu ver, o clube luta habitualmente pelos lugares europeus e tem plantel para os 10 primeiros postos da I Liga, mas lembrou que, às vezes, um "bom plantel não é suficiente".

O Moreirense, quinto classificado do campeonato, com 42 pontos, defronta o Marítimo, 15.º, com 24, num jogo agendado para as 15:30 de sábado, no Estádio do Marítimo, no Funchal.

Sê o primeiro a comentar: