Portugal
Surpreendente Famalicão contraria domínio habitual de Benfica e FC Porto
2019-10-01 09:10:00
Famalicão está a conseguir algo inédito no século XXI

A sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol fechou com FC Porto ou Benfica na frente em 14 das últimas 19 épocas, mas 2019/20 é, uma década depois, ano de exceção, com liderança surpreendente do promovido Famalicão.

No século XXI, os ‘dragões’ (nove vezes) e as ‘águias’ (cinco) acabaram a ronda 7 na liderança em 73,7% das ocasiões, sendo apenas contrariados, numa lista que não inclui o Sporting, por Sporting de Braga (duas), Boavista (uma), Leixões (uma) e agora o conjunto de João Pedro Sousa.

Com 19 pontos, correspondentes a seis vitórias e um empate, o conjunto de Vila Nova de Famalicão conseguiu ficar à frente dos vencedores dos últimos 17 campeonatos, sendo que Benfica e FC Porto só cederam, cada qual, três pontos, fruto de uma derrota.

Tendo em conta o poderio do Boavista em 2001/02 – foi segundo, depois de um inédito título no ano anterior -, e do Sporting de Braga em 2005/06 e 2009/10, período em que se começou a afirmar como quarto ‘grande’, o feito do Famalicão só tem paralelo no do Leixões, primeiro à sétima ronda em 2008/09.

Há 11 anos, numa época em que acabou sexto, o conjunto de Matosinhos somou cinco vitórias, um empate uma derrota nos primeiros sete jogos, para um total de 16 pontos, mais um do que o segundo classificado, o Benfica.

Ainda assim, o Famalicão está a conseguir algo inédito no século XXI, pois é a primeira equipa que lidera o campeonato nesta fase tendo disputado, na época anterior, a II Liga.

À sétima jornada, o melhor registo, nos últimos 19 anos, de uma equipa recém-promovida era do Vitória de Setúbal, que seguia em terceiro na época 2004/05, com 14 pontos, a um do FC Porto, segundo classificado, e a dois do líder Benfica.

Os sadinos são também, juntamente com o Famalicão, os únicos que, vindos da II Liga, conseguiram chegar à sétima jornada, no novo século, sem perder, feito alcançado em 2001/02 (três vitórias e quatro empates).