Portugal
"Sou demasiado teimoso para desistir de algum jogador", diz Silas
2019-11-09 13:55:00
Treinador do Sporting fez a antevisão do jogo diante do Belenenses

Jorge Silas, treinador do Sporting, abordou as alterações que o mercado de inverno pode provocar na equipa principal dos leões. Em conferência de imprensa de antevisão ao jogo frente ao Belenenses, o técnico dos verde e brancos assumiu ser "prematuro" falar desse cenário e sublinhou, nesta fase, a importância da competitividade interna. 

"Estarmos a falar disso agora é prematuro. O mercado para mim está completamente fora de questão. Eu penso em preparar aqueles que entendo que estão ao nível e que, com alguns ajustes, podem ajudar o Sporting. Essa é a minha preocupação. Sou demasiado teimoso para vacilar e para desistir de algum jogador. A competitividade interna é o mais importante, porque isso vem antes das vitórias. O nosso foco é esse, não mercado ou reforços", começou por dizer. 

Em relação à possível saída de Bruno Fernandes, Silas assumiu não gostar de "sofrer por antecipação", mas lembrou a o papel que o médio tem na equipa leonina. 

"Não gosto de sofrer por antecipação, não penso nisso. Se tiver de perder algum jogador estarei cá para procurar soluções. Só penso em preparar todos os jogadores. Imagine-se que o Bruno Fernandes se lesiona. Tenho de preparar outro para jogar. Provavelmente não vai conseguir fazer o mesmo, porque é dos melhores, se não o melhor jogador da Liga. Mas temos de estar preparados para isso", explicou.

Silas vai reencontrar amanhã a equipa do Belenenses, na qual iniciou a época, e apontou que isso poderá ser uma vantagem para os dois lados. 

"Treinámos grande parte dos jogadores do Belenenses, arrisco-me a dizer que conheço todo o onze que vai jogar. Estou à espera de um jogo aberto, pois, pelo que tenho visto, é uma equipa que tenta pressionar alto e tenta dar ritmo elevado ao jogo. Nós, naturalmente, também o vamos fazer, pois somos o Sporting, jogamos em casa e espero um jogo entretido, com muitas ocasiões de golo. Acho que tenho vantagem, porque conheço muito bem as características deles, mas eles também pensam que têm vantagem. Mas tento ser o mais imprevisível possível para que, quando pensam que me conhecem, apareço com outras coisa", rematou. 

Tags: