Portugal
"Sofri muito com salários em atraso. Não tinha o que comer", lembra Dyego Sousa
2019-04-11 15:55:00
Avançado do SC Braga em entrevista a blogue associado do portal UOL

Dyego Sousa é, por hoje, um dos craques do SC Braga e até já se estreou com as quinas ao peito, no recente duplo compromisso da Seleção portuguesa. Mas nem sempre a vida foi fácil para luso-brasileiro, que confessa que chegou a passar por dificuldades económicas por causa de salários em atraso.

"A minha carreira nunca foi fácil. Os amigos que vieram comigo para Portugal rapidamente desistiram e eu só fiquei porque tive muito apoio da minha família", recorda o avançado.

E prosseguiu: "Sofri muito com salários em atraso. Ficava três, quatro meses sem receber. Não tinha o que comer. Só não foi pior porque contei muito com a ajuda da minha mulher. Ela trabalhava e tinha de sustentar a casa."

Em declarações a um blogue associado ao portal brasileiro UOL, Dyego Sousa assumiu como ambição chegar à Premier League ou La Liga.

"Precisamos ser realistas. É uma questão financeira. Hoje, ficou difícil para as equipas brasileiras me tirarem daqui", disse, lembrando que a chamada à Seleção Nacional portuguesa abriu-se com a chegada ao Minho.

"Depois de ter ido para o Sp. Braga, essa possibilidade aumentou."

Sê o primeiro a comentar:
Tags: