Portugal
Sérgio Conceição queixou-se e… tem razão
2018-12-07 19:00:00
O jogo do Bessa foi duro, mas já houve piores.

Sérgio Conceição não gostou do excesso de agressividade do Boavista. Isto ficou claro nesta quinta-feira, quando pela primeira vez falou do jogo no Bessa, na última jornada. O treinador dos dragões não gostou da agressividade dos axadrezados nem da passividade dos árbitros, mas foquemo-nos no Boavista. Fomos ver os registos, na Liga Portuguesa, e Sérgio Conceição tem, de facto, razão no que diz. Não em tudo, mas em quase tudo.

Primeiro, os dados óbvios: faltas cometidas e cartões recebidos. O Boavista é a equipa da Liga Portuguesa que mais faltas comete por jogo –  quase 20 – e a equipa que mais cartões recebeu até esta ronda – 42. Curiosamente, a equipa até distribui bem a missão de “bater”, dado que o primeiro representante do Boavista no ranking de jogadores mais amarelados vem no quinto lugar – David Simão, com 5 cartões – e o seguinte surge apenas no 15.º lugar.

Mas há mais: mergulhámos nos dados dos sites “WhoScored” e “Futebol 365” e chegámos à conclusão de que o Boavista é, também, a equipa que mais carrinhos tenta (27 por jogo).

Os boavisteiros dirão que ser agressivo é uma forma de defender bem. É um bom argumento, sim, mas que não é totalmente verdadeiro, no caso do Boavista. Por um lado, a equipa de Jorge Simão é ótima a fazer interceções de bola – é a terceira do ranking – e é a que mais carrinhos faz com sucesso. E isto é bom.

Por outro lado, a eficácia prática não é assim tão boa. Apesar destes níveis de agressividade e intensidade, o Boavista é a equipa cujos jogadores mais vezes são driblados (8 vezes por jogo) e, mais importante do que isto, é a equipa que mais remates concede aos adversários (16 por jogo).

O jogo do Bessa foi duro? Já houve piores

Se até aqui os dados parecem ir ao encontro do que diz Sérgio Conceição – o Boavista é, de facto, bastante agressivo na disputa da bola –, os dados relativos ao jogo do Bessa, em concreto, nem são assim tão maus.

O Boavista-FC Porto teve 36 faltas e sete cartões. Se olharmos para o ranking de jogos com mais cartões, neste campeonato, o dérbi portuense surge apenas no 17.º lugar.

Ainda assim – e voltamos a dar razão a Conceição –, o jogo com mais cartões foi… do Boavista. O Belenenses-Boavista, da 10.ª jornada (tal como o Vitória de Setúbal-Nacional, da 3.ª), teve 11 cartões amarelos. Curiosamente, o FC Porto até surge tantas vezes como o Boavista no top 10 de jogos com mais cartões: aparece na deslocação à Luz (10 cartões) e na receção ao CD Tondela (8 cartões).

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa