Portugal
Sérgio Conceição deixa um aviso para o clássico frente ao Benfica
2018-10-06 12:20:00
FC Porto e Benfica jogam neste domingo.

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, deixou um aviso para o clássico de domingo, frente ao Benfica. “No ano passado tivemos desempenhos bons com os nossos adversários diretos”, lembrou, neste sábado, na antevisão da partida.

Sobre se pesa mais a ausência de Jardel, no Benfica, ou Aboubakar, no FC Porto, o técnico portista preferiu não dar opinião: “Depende… no fim do jogo, posso responder de forma diferente. Não sei responder. Aboubakar tem um peso importante na nossa equipa. Não o temos, teremos de arranjar soluções. Do outro lado, não vejo a equipa do Benfica a chorar muito por situações às quais não pode dar a volta. Somos treinadores e temos de arranjar soluções".

Conceição foi ainda questionado sobre as mudanças na equipa do Benfica e a provável titularidade de Soares. “No Benfica, sabemos que poderá jogar um ou outro jogador de características diferentes, que poderá mudar, aqui ou acolá, algumas dinâmicas da equipa”, começou por dizer, antes de abordar a equipa portista: “Não tenho de formar o onze em função do estatuto ou por voltar um jogador que, normalmente, é titular. Tenho de ver quem está ao melhor nível e dará as maiores garantias de sucesso. Mas é sempre bom termos mais jogadores, neste caso o Tiquinho, que não pôde jogar no último jogo”.

O treinador do FC Porto disse ainda que "mesmo em casa do rival, é melhor ter o estádio cheio" e não quis falar de favoritismo: “Os resultados e quem está a jogar melhor ou pior, neste tipo de jogos, não entra. Estes jogos têm uma história muito própria. É um jogo importante, mas obviamente que não é decisivo. O campeonato é uma prova de regularidade e andam sempre 3, 4 ou 5 equipas muito juntas. É um candidato direto e ganhar em casa de um rival tem o seu impacto, mas impacto momentâneo”.

Conceição terminou a abordar também o tipo de posse de bola que quer da sua equipa. “Contra o Galatasaray tivemos mais posse de bola na primeira parte, mas o importante é a zona em que a temos. Na segunda parte tivemos menos posse, mas uma posse de bola muito mais perigosa”, explicou.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa