Portugal
"Se não jogarmos será o caos", avisa Carvalhal
2020-05-12 15:20:00
"Ninguém nos pressionou", garante técnico do Rio Ave

Carlos Carvalhal concorda com o regresso do futebol em Portugal e destaca o papel público que o desporto desempenha na vida das pessoas.

"Precisamos de salvar o futebol em Portugal. Se não jogarmos será o caos em todos os clubes", afirmou Carvalhal, em entrevista ao britânico The Guardian.

O técnico do conjunto nortenho assegura ainda que não sente que o futebol tenha sido pressionado a retomar a sua atividade.

"Ninguém nos pressionou, mas entendemos a situação e o estado de emergência já acabou. Não é só uma questão de dinheiro, é de respeito pela sociedade. Podemos dar o exemplo", destacou.

Revelando que treinar jogadores à distância "é um desafio, um teste interessante", o técnico do Rio Ave lembra ser necessário recorrer à originalidade e ao pensamento nestas situações.

"Usamos sempre a nossa cabeça mas temos de ser mais criativos para criar o jogo com um jogador ali, outro acolá, outro a 20 metros", sustenta.

Após o confinamento, Carvalhal revela que a sociedade deverá prestar atenção até às coisas que possam estar diante dos olhos mas que nem sempre são olhadas em detalhe.

Neste aspeto, o treinador do conjunto de Vila do Conde dá um exemplo prático que funciona como metáfora da vida.

"Nem sabia que tinha flores no meu jardim. No final disto, acredito que vou olhar sempre para elas. Digo isto numa perspetiva simbólica. Podemos olhar para as coisas pequenas", conclui o técnico.