Portugal
Santa Clara demarca-se de investigação a caso de fraude nos Açores
2019-01-25 16:55:00
Clube está disponível para "colaborar ativamente com a Justiça"

O Santa Clara demarcou-se oficialmente da operação Boa Viagem, uma investigação da Polícia Judiciária (PJ) a um alegado esquema de fraude fiscal, burla qualificada, falsificação de documentos e branqueamento de capitais.

No âmbito da operação, foram constituídos cinco arguidos, com dois deles a serem detidos pelas autoridades. Tratam-se de um agente de viagens e um dirigente do Terceira Basket.

A tomada de posição do Santa Clara ocorreu depois do jornal Açoriano Oriental ter referido que o clube já trabalhou trabalhou com a agência de viagens do suspeito.

Em comunicado, o Santa Clara "demarca-se dos alegados esquemas de fraude de sobrefaturação de viagens no âmbito da operação Boa Viagem, alheando-se ao modo de funcionamento da agência de viagens em questão".

Na mesma nota, o clube diz estar "disponível para colaborar ativamente com a Justiça em todos os processos que sejam requeridos para o apuramento da verdade".

Em declarações à Lusa, João Oliveira, coordenador da PJ nos Açores, admitiu que o desenrolar da investigação pode levar à constituição de mais arguidos.

O alegado esquema de burla terá lesado a região dos Açores em "várias centenas de milhares de euros", através de faturação fictícia e documentos falsificados para obtenção ilícita do subsídio social de mobilidade.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa
Tags: