Portugal
Rui Vitória: "Não me vão ouvir dizer que desespero por Jonas"
Redação Bancada
2018-08-09 19:40:00
O treinador do Benfica fez a antevisão à receção ao Vitória de Guimarães (sexta-feira, 20h30)

O Benfica inicia o campeonato esta sexta-feira ao defrontar o Vitória de Guimarães na condição de visitado e Rui Vitória, técnico dos encarnados, assegurou estar consciente das dificuldades que vai encontrar, mas também do valor da equipa da Luz.

"Sabemos que vamos ter um jogo difícil porque jogar contra o Vitória tem sempre um nível de exigência elevado. Temos essa noção, mas também temos noção do nosso valor. Vamos encontrar uma equipa de qualidade, com um treinador de qualidade. Estamos muito identificados com os conceitos de jogo do Vitória. É uma equipa que vai disputar o jogo pelo jogo e vai querer impor a sua forma de jogar. Estão aqui as premissas para um bom jogo, um jogo interessante de ser seguido e está aqui uma equipa que nos vai criar dificuldades", disse Rui Vitória em conferência de imprensa, recusando depois abrir o jogo sobre a lista de convocados. "Vamos ter amanhã mais um treino e só depois sairá o lote de convocados. Portanto, não vou dizer quem está convocado ou não está."

As águias defrontaram os turcos do Fenerbahçe na última terça-feira, tendo vencido por 1-0 na primeira mão da terceira pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões. A segunda mão é já na próxima semana, mas Rui Vitória garante que não é tempo de pensar nessa partida. "Jogar no Benfica é perceber este contexto. Todos os jogos para nós são difíceis. Não se ganham dois jogos jogando só o primeiro. Já sabíamos que era assim, estamos preparados para isto. Temos de pensar no jogo de amanhã", frisou.

O sistema tático a utilizar é outra dúvida para quem não faz parte da equipa do Benfica. Contudo, mais uma vez, Rui Vitória preferiu não revelar muita coisa. "Estamos preparados para o que o jogo nos vai dar com os jogadores que teremos à disposição. Não há lamentos, há soluções. Tenho a confiança plena nos jogadores que vou convocar. Os que não vou convocar é porque não posso [fazê-lo]."

O jovem Gedson Fernandes tem sido utilizado pelo técnico na pré-temporada e neste início de época e, confrontando com este tema, Vitória fez saber que, para si, as idades não contam. "O primeiro requisito é qualidade e, a partir do primeiro dia, olho para um jogador e faço as minhas contas. Não quero saber que idade é que tem. Entra naquilo que eu entendo para aquela posição, cumpre e, portanto, está dentro dos requisitos e avança. Qualquer jogador da equipa B do Benfica tem mais experiência que muitos jogadores com mais idade. O Gedson tem sido aposta e vai continuar."

O assunto que tem marcado a atualidade do universo benfiquista é a situação à volta de Jonas. O avançado brasileiro tem estado de fora e a sua saída chegou a ser dada como um dado assegurado. Ainda assim, Rui Vitória não revelou qualquer informação de relevo, assegurando apenas que não vai ser ouvido a "desesperar por Jonas". "As minhas ideias sobre o plantel e os jogadores estão perfeitamente clarificadas. Agora, não me vão ouvir a dizer que desespero por Jonas, ou que não conto com o Jonas. Não vão ouvir nada disso da minha boca", prometeu, utilizando a mesma atitude quando questionado sobre mais uma eventual ida ao mercado de transferências. "Digo a quem tenho que dizer o que tenho de dizer sobre o mercado. Não esperem título nenhum de jornal, não é a minha forma de estar ou de ser. Não invalida que eu fale com quem de direito."

Para o treinador, o desgaste físico não tem sido um problema para o Benfica. O rendimento apresentado na segunda parte contra o Fenerbahçe provou isso mesmo. "O jogador é um ser integral em que todos os aspetos são fundamentais. Desde que o cérebro comande, as pernas dão sinal. Tivemos indíces de rendimento muito bons, sinais muito positivos. Uma equipa que faz um jogo de Liga dos Campeões em crescendo... Demos um sinal claro de disponibilidade física. Agora, somos seres humanos, estamos com dois dias de intervalo. Queríamos ter mais tempo, mas os indicadores físicos são muito bons. Amanhã, logo veremos."

Por fim, Rui Vitória lançou a Liga 2018/19 e apresentou os seus desejos. "Espero que seja um bom campeonato para todos. Que seja um campeonato muito bem disputado, que impere a qualidade, que haja uma competição saudável, respeito. Que as pessoas que estão no topo da hierarquia do futebol coloquem as ideias em prática e que se valorize a modalidade. Desejo a todos um campeonato de qualidade e com respeito e nós cá estamos com esse foco que está dentro de nós e que mostramos sem receio: a reconquista. E é a reconquista de muita coisa."

Sê o primeiro a comentar: