Portugal
Rui Jorge aponta falhas de "consistência” e "alguma intranquilidade"
Redação Bancada
2017-11-13 19:00:00
Rui Jorge fez a antevisão à partida da seleção sub-21 frente à Suíça

Rui Jorge fez a antevisão à partida da seleção sub-21 frente à Suíça a disputar-se terça-feira em Paços de Ferreira, às 17h30, e não escondeu que o jogo é importante tendo em conta os pontos já perdidos na qualificação para o Europeu da categoria a realizar-se em 2019.

"Quanto mais nos aproximamos do final, tendo em conta que perdemos cinco pontos, estes jogos revestem-se de maior importância. Há menos espaço para recuperar. Não sendo decisivo por uma questão matemática, são pontos importantes se quisermos ir a uma fase final do Europeu", lembrou Rui Jorge.

O selecionador sub-21 reconheceu que a equipa tem tidos algumas dificuldades e apontou falhas de “consistência” e "alguma intranquilidade perante lances de perigo do adversário.”

Sobre o adversário, Rui Jorge explicou que existem algumas dúvidas sobre como se apresentarão os helvéticos diante de Portugal: “É uma equipa ainda com algumas incógnitas. Estão na ficha dois jogadores que estiveram na equipa A, que não sabemos se vão jogar, e é uma equipa perigosa em ataque rápido, mas espero que consigamos dominar o jogo e proporcionar um bom espetáculo", sublinhou.

Rui Jorge foi perentório ao recusar algum condicionalismo inerente à pressão criada pela necessidade de vencer e somar os três pontos: “"Falava-se primeiro da pressão das gerações anteriores, só com vitórias, agora é a pressão porque não ganhámos, mas a pressão é obrigatória em alta competição. Este é um espaço de afirmação, os jogadores terão de dar uma resposta, mas (a pressão) é uma coisa que me preocupa pouco”, explicou.

Sê o primeiro a comentar: