Portugal
Rúben Amorim estreia-se a vencer ao serviço do Sporting
2020-03-08 19:25:00
Sporar e Vietto marcaram os golos da equipa leonina

Os golos dos futebolistas Sporar e Vietto deram hoje a vitória ao Sporting diante do Desportivo das Aves (2-0), em jogo da 24.ª jornada da I Liga, marcado pelas duas expulsões dos ‘avenses’ na primeira parte.

Foi necessário esperar pelo segundo tempo para os ‘leões’ darem um pontapé na crise. Sporar, aos 62 minutos, respondeu da melhor forma a uma assistência de Wendel, e, aos 68, Vietto, de grande penalidade, selou o resultado.

Com este triunfo, o Sporting, agora com 42 pontos, mantém-se no quarto lugar a quatro pontos do Sporting de Braga, terceiro, com 46, que nesta ronda levou a melhor sobre o Portimonense (3-1). Já o Aves continua a segurar a lanterna vermelha, com 13 pontos, a nove do Paços de Ferreira, antepenúltimo, com 22, e que esta noite defronta ao Vitória de Guimarães, sétimo, com 34.

Na estreia de Rúben Amorim no comando técnico, o Sporting apresentou-se com um esquema de três centrais, diversas vezes utilizado pelo seu antecessor Jorge Silas, mas hoje com uma variante. Em vez de 3-5-2, jogou em 3-4-3. De notar a preocupação dos jogadores do Sporting em não perder as respetivas posições, prejudicando muitas vezes as saídas rápidas para o ataque. Tornando assim o jogo muito pastoso ao longo de todo o encontro.

A vida começou a correr mal ao Desportivo das Aves logo aos 10 minutos. Rúben Macedo viu o cartão vermelho direto por falta sobre Wendel, após intervenção do videoárbitro (VAR). Na primeira decisão o árbitro portuense Manuel Oliveira tinha mostrado cartão amarelo, mas na visualização das imagens mudou de opinião.

Na sequência deste lance Luiz Fernando viu cartão amarelo por protestos, jogador que, aos 20 minutos, acabaria ser novamente admoestado por ter derrubado Wendel e, por consequência, foi expulso.

Com mais dois elementos que os comandados de Nuno Manta Santos, o Sporting fez a primeira alteração aos 25 minutos. Jovane Cabral rendeu Ristovski, que mostrou descontentamento pela substituição, para dar profundidade ao Sporting e maior velocidade na transição para o ataque.

O Aves recuou no terreno. Colocou todos os jogadores atrás da linha da bola. Fechou às sete chaves o caminho da baliza a cargo de Beunardeau. Aos 45 minutos, junto à marca de grande penalidade, Sporar recebeu a bola, mas atirou por cima. Já em tempo de compensação Vietto rematou à trave.

Na segunda parte, Rúben Amorim chamou Francisco Geraldes e deixou Mathieu no balneário. Battaglia assumiu o papel de terceiro central, mas o Sporting continuou com imensas dificuldades para encontrar espaços na linha defensiva. Espaço esse encontrado por Wendel, que serviu Sporar, aos 62 minutos, para fazer o 1-0, de cabeça.

No ataque seguinte, Jovane Cabral, na direita, cruzou para o coração da área, mas a bola foi cortada pelo braço de Afonso Figueiredo. Manuel Oliveira assinalou para a marca de grande penalidade. Luciano Vietto não perdoou e, aos 68 minutos, fez o 2-0.

O Sporting continuou a dominar, mas o melhor que conseguiu fazer foi um par de remates, de Vietto e Sporar, aos 82 e 89 minutos, que não conseguiram bater o guarda-redes Beunardeau.

Jogo realizado no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Sporting – Desportivo das Aves, 2-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

1-0, Sporar, 62 minutos.

2-0, Vietto, 68 (grande penalidade).

Equipas:

- Sporting: Luís Maximiano, Ilori, Coates, Mathieu (Francisco Geraldes, 46), Ristovski (Jovane Cabral, 25), Wendel, Battaglia, Acuña (Valentin Rosier, 78), Plata, Vietto e Sporar.

(Suplentes: Diogo Sousa, Rafael Camacho, Francisco Geraldes, Valentin Rosier, Cristian Borja, Jovane Cabral e Doumbia).

Treinador: Rúben Amorim.

- Desportivo das Aves: Beunardeau, Mato Milos, Buatu, Afonso Figueiredo (Kevin Yamga, 76), Diakhite, Mangas, Luís Fernando, Macedo, Estrela (Tshibola, 85), Rúben Oliveira e Welinton Júnior (Banjaqui, 54).

(Suplentes: Aflalo, Pedro Delgado, Banjaqui, Reko, Tshibola, Bruno Morais e Kevin Yamga).

Treinador: Nuno Manta Santos.

 Árbitro: Manuel Oliveira (AF Porto).

 Ação disciplinar: cartão amarelo para Luís Fernando (11 e 20) e Francisco Geraldes (88). Cartão vermelho direto para Macedo (10). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Luís Fernando (20).

 Assistência: 26.272 espetadores.