Portugal
"Ridícula", diz Varandas sobre eventual demissão da presidência do Sporting
2019-10-11 09:20:00
Líder verde e branco muito contestado na Assembleia-Geral

Frederico Varandas enfrentou uma Assembleia-Geral tensa, com gritos e cânticos ofensivos por parte de sócios que estavam no interior do pavilhão João Rocha. À saída, o dirigente manifestou a intenção de prosseguir na liderança da administração verde e branca e quando questionado sobre uma eventual demissão foi taxativo.

"Essa pergunta é ridícula", respondeu o presidente do Sporting aos jornalistas já no exterior do pavilhão onde decorreu a Assembleia leonina.

Frederico Varandas não se alongou em comentários às palavras de Sousa Cintra, antigo presidente do Sporting, que o acusou de "não" ter jeito para dirigir o clube.

"Impera a democracia no Sporting, vai imperar sempre a democracia", disse o líder verde e branco, já depois de uma Assembleia tensa, na qual Sousa Cintra não conseguiu falar e Varandas chegou a enviar beijos irónicos para um setor da bancada que o contestava.

Já o relatório de gestão e as contas do Sporting foram aprovadas com 52,95 por cento dos votos a favor e 47,05 por cento contra.