Portugal
"Quando se leva dois golos em cinco minutos as coisas tornam-se difíceis"
2019-08-25 22:00:00
Folha analisou a derrota frente ao Sporting

António Folha, treinador do Portimonense, considerou que a entrada forte do Sporting (dois golos em cinco minutos) foi determinante para o desfecho do jogo deste domingo, que os leões venceram por 3-1.

Em conferência de imprensa, o técnico dos algarvios afirmou que a equipa estava "precavida" para uma entrada forte do adversário e elogiou a reação dos seus jogadores. 

"Quando uma equipa, contra um ‘grande’, em cinco minutos leva dois golos, as coisas tornam-se muito difíceis. Estávamos precavidos, até porque o Sporting, contra o Sporting de Braga, já tinha tido uma entrada forte, mas não conseguimos. O Sporting entrou bem, mas o que é certo é que a minha equipa, mesmo precavida, não entrou tão bem", começou por dizer.

"Depois de estar 2-0, o normal seria o Sporting chegar aqui a Portimão e dar três ou quatro. Era natural. Aí realço a minha equipa, porque, a perder 2-0 tão cedo, quis jogar, foi à procura do golo, mostrou personalidade, teve muitas oportunidades e podia ter empatado, antes do intervalo. Obviamente, o Sporting também teve oportunidades, mas foi um jogo de grande caráter da minha equipa, face à adversidade de entrar a perder o jogo 2-0", acrescentou.

"Acho que foi um jogo difícil para nós, mas o Sporting também teve dificuldades. Foi um bom jogo, com intensidade e equilibrado, mas que o Sporting ganhou, com mérito. Ganhou bem e continuamos o nosso caminho", rematou.