Portugal
"Posso pagar por eles?". Marega irónico com decisão da FPF
2020-03-04 12:55:00
Maliano deixou relvado do Estádio D. Afonso Henriques muito indignado

Moussa Marega reagiu à notícia de que o Conselho de Disciplina da FPF decidiu multar os adeptos do Vitória de Guimarães, na sequência do embate contra o FC Porto, que ficou marcado por uma tomada de posição por parte do maliano que decidiu sair de campo em jeito de indignação contra insultos racistas que estaria, alegadamente, a ser alvo.

"Não! É muito! #Ligaportugal. Posso pagar por eles?", escreveu Marega, nas redes sociais, sobre os 714 euros de multa, que o CD da FPF diz ser referentes a insultos.

Quanto aos insultos de teor racista, esses, ainda estão à espera de uma decisão no Conselho de Justiça.

O avançado do FC Porto, recorde-se, recusou-se a permanecer em campo, ao minuto 71 do jogo, após ter sido alvo de cânticos racistas por parte dos adeptos da formação vimaranense, numa altura em que os dragões venciam por 2-1, resultado com que terminou o encontro.

Depois de pedir a substituição, Marega, que já alinhou no emblema minhoto e tinha marcado o segundo golo dos azuis e brancos, dirigiu-se para as bancadas do recinto vimaranense, com os polegares a apontarem para baixo, situação que originou uma interrupção do jogo durante cerca de cinco minutos.

Vários jogadores do FC Porto e do Vitória de Guimarães tentaram demovê-lo, mas Marega mostrou-se irredutível na decisão de abandonar o jogo, tendo acabado por ser substituído por Manafá.

O Ministério Público instaurou um inquérito na sequência deste incidente, que já mereceu a condenação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do primeiro-ministro, António Costa, entre outros.

O comportamento, a confirmar-se nas instâncias da justiça, configura um crime previsto no Código Penal punido com prisão de seis meses a cinco anos e uma contraordenação sancionada com coima entre 1.000 e 10.000 euros.