Portugal
Portimonense bate Gil Vicente ao cair do pano
2019-09-25 19:20:00
Jogo para o Grupo C da Taça da Liga

Um golo de Willyan nos descontos permitiu ao Portimonense estrear-se na fase de grupos da Taça da Liga de futebol com um triunfo sobre o Gil Vicente, por 2-1, na primeira jornada do Grupo C.

No Estádio Cidade de Barcelos, os algarvios marcaram no final de cada parte, pelos defesas Emmanuel Hackman, aos 45+1 minutos, e Willyan Rocha, aos 90+6, sendo que o médio Juan Villa ainda restabeleceu a igualdade na etapa complementar, aos 56.

O Portimonense, que não ganhava há quatro encontros, assume a liderança do grupo C, com três pontos, ficando a aguardar a conclusão da ronda inaugural na quinta-feira, após a receção do Sporting, detentor do troféu, ao Rio Ave, em Alvalade.

Fruto da 'revolução' nos dois 'onzes' face à última jornada da I Liga - Vítor Oliveira manteve Rodrigo e Nogueira no eixo defensivo, enquanto António Folha conservou o central Rodrigo -, as duas formações mostraram pouca fluidez ao longo do desafio.

O Portimonense revelou mais rasgo nas transições ofensivas e começou a expressar as suas intenções aos oito minutos, numa investida de Bruno Tabata, antes de Hackman colocar à prova os reflexos de Wellington, aos 10.

Os gilistas não deixaram de espreitar o ataque, já depois da meia hora, com Leonardo a rematar perto do poste (38) e Claude Gonçalves a abanar os 'ferros' da baliza algarvia, após ter contornado o guarda-redes Gonda (39).

Em cima do intervalo, os visitantes chegaram à vantagem com recurso a um lance de insistência: Wellington ainda adiou com uma dupla defesa os 'tiros' de Tabata e de Iury Castilho, mas Emmanuel Hackman correspondeu de cabeça ao canto cobrado pelo extremo brasileiro, um dos mais inconformados da formação'alvinegra'.

Depois de ter havido mais Portimonense na primeira parte, o Gil Vicente capitalizou uma entrada aguerrida na segunda com o golo do empate, aos 56, por Juan Villa, aproveitando a recarga a um remate de Leonardo.

O emblema de Barcelos ainda dispôs de ocasiões para operar a reviravolta, gorada pelo desacerto de Nogueira (67), Leonardo (80) e Henrique (86), mas viria a consentir o sexto desaire seguido aos 90+6, de novo num canto, desta vez finalizado por Willyan Rocha.

Jogo no Estádio Cidade de Barcelos, em Barcelos.

Gil Vicente - Portimonense, 1-2.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:

0-1, Emmanuel Hackman, 45+1 minutos.

1-1, Juan Villa, 56.

1-2, Willyan Rocha, 90+6.

Equipas:

- Gil Vicente: Wellington Luís, Alex Pinto, Rodrigo (João Afonso, 79), Ygor Nogueira, Henrique, Claude Gonçalves, Ahmed Isaiah, Leonardo, Romário Baldé (Lourency, 67), Juan Villa (Sandro Lima, 67) e Samuel Lino.

(Suplentes: Bruno Diniz, João Afonso, Lourency, Erick, Fernando Fonseca, Yves Baraye e Sandro Lima).

Treinador: Vítor Oliveira.

- Portimonense: Shuichi Gonda, Emmanuel Hackman (Koki Anzai, 79), Willyan Rocha, Rodrigo Freitas, Henrique, Bruno Tabata, José Cevallos, Rômulo Machado, Sérgio Santos (Anderson Oliveira, 61), Iury Castilho e José Gomes (Marlos Moreno, 61).

(Suplentes: Samuel Portugal, Jadson, Marlos Moreno, Anderson Oliveira, Pedro Sá, Koki Anzai e Lucas Fernandes).

Treinador: António Folha.

Árbitro: Carlos Xistra (AF Castelo Branco).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Rômulo Machado (13), Romário Baldé (24), Samuel Lino (69), Claude Gonçalves (77) e Anderson Oliveira (85).

Assistência: 1.165 espetadores.